DICTUM

A-a

  • A - J'ai fait comme les gens sages, quand ils font un sottise.
    B - Que font-ils ?
    A - Ils remettent la sagesse à une autre fois.
    Sébastien Chamfort, 741-1794
  • A - M. de R... parle mal de vous.
    B - Dieu a mis le contrepoison de ce qu'il peut dire, dans l'opinion qu'on a de ce qu'il peut faire.
    Sébastien Chamfort, 741-1794
  • A - Si vous faites cela, je ne vous le pardonnerai jamais.
    B - Parbleu ! c'est bien ce que j'espère.
    Le
  • A - Vous avez trop mauvaise opinion des hommes ; il se fait beaucoup de bien.
    B - Le diable ne peut pas être partout.
    Sébastien Chamfort, 741-1794
  • A - Vous marierez-vous ?
    B - Non.
    A - Pourquoi ?
    B - Parce que je serais chagrin.
    A - Pourquoi ?
    B - Parce que je serais jaloux.
    A - Et pourquoi seriez-vous jaloux ?
    B - Parce que je serais cocu.
    A - Qui vous a dit que vous seriez cocu ?
    B - Je serais cocu, parce que je le mériterais.
    A - Et pourquoi le mériteriez-vous ?
    B - Parce que je me serais marié.
    Sébastien Chamfort, 741-1794
  • A ab-rogação.
  • A abad sin ciencia y sin conciencia, no le salva la inocencia.
  • A abastança faz fastio.
  • A abelha é pequena entre os seres que voam, mas o produto dela é o que há de mais doce.
  • A abóbada celeste é órbita sem fim.
  • A abominável fome de ouro.
  • A abril alabo, si no vuelve el rabo.
  • A abundância cria a arrogância.
  • A abundância das coisas produz a abundância das palavras.
  • A abundância de alimentos entorpece a inteligência.
  • A abundância de vinho faz os sábios perderem o juízo.
  • A abundância gera violência; a ignorância reunida com o poder gera a loucura.
  • A abundância me fez pobre.
  • A abundância não deixa dormir o rico.
  • A abundância no falar.
  • A abundância traz a saciedade.
  • A abundância verbal não combina com a razão.
  • A abundância verbal.
  • A abundância, como a necessidade, arruína muitos.
  • A ação avança conforme o plano.
  • A ação da lei é mais firme e mais eficaz do que a vontade do homem.
  • A ação deve ser planejada e realizada tendo em vista seu resultado.
  • A ação é uma como linguagem do corpo.
  • A ação não será honesta, se não for honesta a intenção.
  • A ação pessoal extingue-se com o indivíduo.
  • A ação, uma vez extinta, não revive.
  • A aceitação do destino.
  • A acha sai ao madeiro.
  • A açorda faz a mulher gorda.
  • A açorda faz a velha gorda e a menina formosa.
  • A acusação é por ter pisado a sombra do burro.
  • A adem, a mulher e a cabra, é má coisa sendo magra.
  • ÄDERN
  • A ädert mich ufn Tûd. (Schles.) - Berndt, 3.
    info] ädert = quält, martert.
  • A adivinhação errônea, os agouros falsos e os sonhos dos malfeitores são vaidade.
  • A admiração é filha da ignorância.
  • A admiração gera o conhecimento.
  • A admiração, como a chama, diminui desde que não cresce.
  • A adoção é um ato legítimo pelo qual alguém torna seu um filho que não gerou.
  • A adoção é um ato legítimo, que imita a natureza, pelo qual buscamos filhos para nós.
  • A adulação alimenta os vícios.
  • A adulação antes era considerada um defeito, hoje é um costume.
  • A adulação degenera sempre em ingratidão.
  • A adulação é aquele perpétuo mal dos reis, cuja grandeza muitas vezes mais destruiu a lisonja que o inimigo.
  • A adulação é favorecedora dos vícios.
  • A adulação é sempre companheira do sucesso.
  • A adulação tem princípios doces e fins amargos.
  • A adulação, por mais perniciosa que seja, não pode prejudicar senão àquele que a recebe e com ela se compraz.
  • A adversidade costuma mostrar a natureza da pessoa, a prosperidade costuma escondê-la.
  • A adversidade das pessoas de bem não é ira, mas advertência de Deus.
  • A adversidade é nossa mãe; a prosperidade não é senão nossa madrasta.
  • A adversidade embeleza os caracteres que não avilta.
  • A adversidade esmaga somente aquele a quem a sorte favorável enganou.
  • A adversidade faz homens; a prosperidade, monstros.
  • A adversidade faz o homem prudente, mas não rico.
  • A adversidade faz o prudente, mas não o rico.
  • A adversidade faz os heróis.
  • A adversidade melhora aqueles a quem não degrada.
  • A adversidade mostra o amigo.
  • A adversidade não abate o sábio.
  • A adversidade nasce da prosperidade e esta da adversidade.
  • A adversidade prova os homens.
  • A adversidade um dia atinge a quem ela muitas vezes roçou.
  • A adversidade.
  • A advertência do amigo é o melhor remédio.
  • A advertência do amigo é sempre boa.
  • A advertência não deve ter aspereza, a censura não deve ter ofensa.
  • A afabilidade agrada ao povo.
  • A afabilidade doma tigres e leões.
  • A afabilidade e a brandura devem ser praticadas.
  • A afeição cega a razão.
  • A afeição do falso é fio de navalha.
  • A afeição do povo é despertada pela reputação e renome de bondade e de justiça.
  • A afeição dos homens é variável como a fortuna.
  • A afeição é cega.
  • A afetação da virtude custa mais que o seu exercício.
  • A afinidade de gênios é o melhor parentesco.
  • A afinidade de uma alma dedicada é o verdadeiro parentesco.
  • A aflição não toma conta do homem sábio.
  • A aflição vos fará entender o que se ouviu.
  • A África sempre (nos) traz alguma notícia ruim.
  • A África sempre nos traz alguma novidade.
  • A África sempre traz alguma notícia má/ruim
  • A agentes y consintientes, la misma pena se debe.
  • A água acompanha o solo.
  • A água apaga o fogo ardente, e a esmola resiste aos pecados.
  • A água apaga o fogo e a esmola resiste aos pecados.
  • A água apaga o fogo, e o vinho, a razão.
  • A água benta.
  • A água cava a pedra (dura).
  • A água colhe em joeira, quem se crê de ligeira.
  • A água contínua dos pequenos riachos forma o grande rio.
  • A água corre e deve correr, como costumava correr.
  • A água corre para o mar, e as coisas para o seu natural.
  • A água corre para o mar.
  • A água corre para o poço.
  • 1 2 3 4 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be

    DICTUM operone