DICTUM

A-c

  • A cólera expulsa o amor; o amor expulsa a cólera.
  • A cólera gera o ódio, a concórdia alimenta o amor.
  • A cólera impede a mente de perceber a verdade.
  • A cólera muda como a maré.
  • A cólera não costuma tomar conhecimento de nada.
  • A cólera não desculpa o crime.
  • A cólera pode curar-se com o tempo, o ódio não pode.
  • A cólera proporciona as armas.
  • A cólera tem preço; para poucos ela é gratuita.
  • A cólera transforma em lança tudo que se tem nas mãos.
  • A colheita mais fértil sempre está no campo dos outros.
  • A colheita mais rica está no campo dos outros.
  • A colheita segue a semeadura.
  • A colher é que sabe a quentura da panela.
  • A colleter un gueux, on devient pouilleux.
  • A colombe saoule, les cerises sont amères.
  • A colombes saoûles, cerises amères.
  • A colombo pasciuta la vescia par amara.
  • A colombo pasciuto, la ciliegie è amara.
  • A colpa vecchia, pena nuova.
  • A columbes saoules, cerises sont amères.
  • A column of war in ancient Rome.
    la] Columna Bellica.
  • A coluna mais forte é Deus.
  • A combatter con il fango, che si vinca o che si perda, sempre ci si infanga.
  • A comédia é a reprodução da vida, o espelho dos costumes, a imagem da verdade.
  • A comer, sé tu el primero; a pelear, el postrero.
  • A comida de olido, pago de sonido.
  • A comida e a bebida são temperadas pelo desejo.
  • A comida preparada convida os bons estômagos.
  • A cominciare dalla Candelora (2. 2.) è inverno solo quando piove: 40 giorni (di freddo) rimangono al massimo (per l'arrivo della primavera); infatti, dopo il 2 febbraio raramente fa freddo.
  • A committee is a group of men who keep minutes and waste hours.
  • A common jar often holds noble nectar.
  • A communi observantia non est recedendum.
  • A como come el mulo, caga el culo.
  • A cómo vale el quintal del hierro? Dadme una aguja.
  • A como vale o moio de aveia? Pois dela quero uma quarta e meia.
  • A como vale o quintal que quero onça e meia?
  • A companhia alivia o sofrimento.
  • A companhia dos desonestos também me faz desonesto.
  • A companhia dos maus corrompe e descora até o coração prudente.
  • A companhia faz a festa.
  • A companhia faz a posição doce e a fortuna leve.
  • A companionship of seven steps and the gratitude for a sip of water are worthy of remembering.
  • A compensação é a anexação do débito e do crédito entre si.
  • A compensação tem força de pagamento.
  • A competidora coragem estimulou-o.
  • A compra e venda se fazem logo que se tenha acordado o preço.
  • A compra não pode ser contratada entre pai e filho.
  • A compra se completa pelo consentimento.
  • A compreensão é a recompensa da fé.
  • A compulsive habit for finding fault.
    la] Cacoethes carpendi.
  • A concejo malo, campana de palo
  • A concejo ruin, campana de madero
  • A conclusão.
  • A concordância da maioria.
  • A concordância de quem errou é nula.
  • A concordância sana o erro.
  • A concórdia entre irmãos é rara.
  • A condenação é dos juízes, a pena é da lei.
  • A condescendência carinhosa dos pais estraga os filhos.
  • A condescendência carinhosa dos pais faz os filhos preguiçosos.
  • A condição de bom vinho como a de bom amigo.
  • A condição ilegal é considerada como não anexada.
  • A condição tíbia desapercebe o entendimento.
  • A confesión de castañeta, absolución de zapateta.
  • A confesión de parte, relegación de prueba.
  • A confesseurs, médecins, avocats, la vérité ne cèle de ton cas.
  • A confiança confirmada vale uma coroa.
  • A confiança constante na maioria das vezes ganha a confiança recíproca.
  • A confiança dá ao traidor oportunidade de fazer o mal.
  • A confiança é irmã da justiça.
  • A confiança não é segura em lugar/tempo nenhum.
  • A confiança perdeu o dinheiro.
  • A confirmação supre todas as deficiências, mesmo que o que foi feito inicialmente não era válido.
  • A confissão da ignorância é a maior sabedoria.
  • A confissão é a melhor prova de todas.
  • A confissão é a rainha das provas.
  • A confissão é a voz da consciência.
  • A confissão é o remédio para quem errou.
  • A confissão espontânea diminui o delito e a pena.
  • A confissão feita em juízo não admite retratação.
  • A confissão feita em juízo tem mais força que qualquer prova.
  • A confissão tem lugar perto da inocência: (onde há confissão, há remissão).
  • A confite de monja pan de azúcar.
  • A conformidade de costumes ata os laços da amizade.
  • A confraria dos escritores adora a floresta e foge das cidades; são, segundo o costume, clientes de Baco, o apreciador do sono e da sombra.
  • A conjectura é prova incompleta.
  • A conjunção de corpos.
  • A conjunção de intenções.
  • A conjunção do homem e da mulher é da lei da natureza.
  • A conquista da benevolência (do público).
  • A consciência culpada não fica tranqüila em nenhum lugar.
  • A consciência culpada nunca está tranqüila.
  • A consciência da boa intenção é o maior consolo na adversidade.
  • A consciência da fraude.
  • A consciência de cada um é o mais certo juiz de suas obras.
  • A consciência de uma vida bem vivida e a recordação de muitas boas obras são agradabilíssimas.
  • A consciência deve-se a ti, a reputação deve-se ao teu vizinho.
  • A consciência do crime infunde medo.
  • A consciência é o melhor conselheiro.
  • <<< 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be

    DICTUM operone