DICTUM

A-e

  • A especificação de uma coisa é a exclusão de uma outra coisa.
  • A espera nos dá ensinamento, embora todos a odiemos.
  • A espera sempre estimula os apaixonados.
  • A esperança acalenta a vida.
  • A esperança alimenta os agricultores, a esperança confia as sementes aos sulcos abertos pelo arado, para que o campo as devolva com grande lucro.
  • A esperança angustiante consome o espírito.
  • A esperança confiada a Deus nunca volta desiludida.
  • A esperança conforta a alma, honra e vida.
  • A esperança conforta o pobre, o dinheiro, o avarento, a morte, o infeliz.
  • A esperança costuma enganar.
  • A esperança cria a atração, e o desejo é provocado pela vista.
  • A esperança da fama costuma empurrar muitos para a virtude.
  • A esperança dá força aos atribulados.
  • A esperança da impunidade é o grande atrativo do crime.
  • A esperança da vida renasce com o sol.
  • A esperança de glória alivia todas as penas.
  • A esperança de impunidade causa a permanente tentação de delinqüir.
  • A esperança de lucro propicia uma deferência exagerada.
  • A esperança do descanso alivia o trabalho.
  • A esperança do ganho diminui a canseira.
  • A esperança do hipócrita perecerá.
  • A esperança do ímpio é como a lanugem levada pelo vento.
  • A esperança do rebanho.
  • A esperança é a alimentadora da velhice.
  • A esperança é a ama e companheira da juventude.
  • A esperança é a melhor alimentadora da alma.
  • A esperança é a última deusa.
  • A esperança é a última que morre.
  • A esperança e o medo se alternam com a confiança.
  • A esperança e o medo têm todo o poder sobre a vida humana.
  • A esperança é o pão dos infelizes.
  • A esperança é o pão dos pobres.
  • A esperança é o refrigério do trabalho.
  • A esperança é o sonho do homem acordado.
  • A esperança é o último consolo na adversidade.
  • A esperança é refrigério do trabalho.
  • A esperança é sempre a última que morre.
  • A esperança é uma virtude.
  • A esperança enganadora é sempre confiante.
  • A esperança enganou a muitos que tinham esperança.
  • A esperança não traz confusão.
  • A esperança no ganho diminui a canseira.
  • A esperança que retarda aflige a alma.
  • A esperança sempre deu o melhor, e o tempo, tudo.
  • A esperança, se se confia nela, dura por muito tempo.
  • À espérer, à conspirer sa propre mort tout vivant est contraint. Non par la nature seule, qui le parfait, mais par l'art de l'éducation, qui la parfont.
    John Donne, 1572-1631
  • A esperteza vem com a adversidade.
  • A espinha, quando nasce, leva o bico/pico adiante.
  • A esponja mergulhada na água certamente se enche de água, mas não absorve toda a água.
  • A esposa deve ser amada como uma verdadeira riqueza.
  • A esposa é a companheira das coisas humanas e divinas.
  • A espulgar un galgo: envialle, váyase, echalle a espulgar un galgo.
  • A esquerda.
  • A esse homem convém ser erigida uma estátua de ouro.
  • A essência.
  • A essere buonu è facile,a essere onestu è difficile.
  • A esses ataques não posso resistir nem mesmo uma hora.
  • A essoutra porta, que esta não se abre.
  • A ésta no la tocó, a ésta no la tocó, y todas se las comió.
  • A este isto é permitido fazer isso impunemente, àquele não é permitido.
  • A éste le dio, a éste no le dio y todos se los comió.
  • A este lugar homens pobres não vêm.
  • A este perro, echalle un cencerro.
  • A este son, comen los del ron, ron.
  • A estima das coisas está no carecer delas.
  • A estimativa da cabeça.
  • A estómago lleno todos los alimentos le parecen malos o indiferentes.
  • A estrada é longa, mas as vozes são belas.
  • A estrada real.
  • A estrela branca brilhou para os marinheiros.
  • A estrela brilha atrás das nuvens.
  • A estrela do mar.
  • A estudio, que enseñan de balde.
  • A estupidez é a mãe e o alimento de todos os males.
  • A eterna Roma.
  • A eternidade depende de uma única (hora).
  • A evacuação matinal vale um remédio.
  • A exagerada negligência é quase dolo.
  • A exceção confirma a regra.
  • A excepción de los ungüentos no hay licor que se pague más caro, dando la fama a los lugares de donde procede..
  • A excessiva familiaridade gera desprezo.
  • A exclusão de um é a inclusão de outro.
  • A execução da justiça exige o poder de obrigar.
  • A execução da lei não causa dano.
  • A execução da lei não contém injustiça.
  • A existência é a eterna procura da felicidade.
  • A expecificação de um é a exclusão de qualquer outro.
  • A expectativa da recompensa é o consolo do sacrifício.
  • A expectativa de ação.
  • A expectativa de direito.
  • A expectativa de riquezas estava entre as causas da pobreza do povo.
  • A experiência adquirida com sofrimento ensina.
  • A experiência corrige.
  • A experiência é a mãe da ciência e a mestra da vida.
  • A experiência é a mãe da ciência.
  • A experiência é a mãe da sapiência.
  • A experiência é a mãe das coisas.
  • A experiência é a mãe de todas as ciências.
  • A experiência é a mãe do saber.
  • A experiência é a mãe e a mestra de todas as coisas.
  • <<< 1 2 3 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be

    DICTUM operone