DICTUM

A-i

  • A ida y venida por cas de mi tía.
  • A idade da alma não se conta pelo tempo, mas pelas virtudes.
  • A idade de casar.
  • A idade diferente convêm coisas diferentes.
  • A idade igual costuma ligar os espíritos.
  • A idade mais jovem deve procurar riquezas de que a branca velhice possa alimentar seus dias difíceis.
  • A idade merece ser desculpada.
  • A idade não espera.
  • A idades diferentes convêm coisas diferentes.
  • A idos de mi casa y qué queréis con mi mujer no hay que responder.
  • A ieds Mandl hat sein Brandl.
  • A ies a aalde Hühner-Fresser.
  • A ies a aalder deutscher Degen-Knup.
    info] Ohne Falsch, treu, ehrlich und aufrichtig.
  • A ies a alter deutscher Degen-Knopf.
  • A ies a Kind-frummer Mensch.
  • A ies a rechter Lindetritt.
  • A ieß a rechter Rutzlöffel.
    zit] Ich pflege des Rotzlöffels Bücher keines zu lesen.
    Martin Luther (1483-1546)
    Wer hat dir Rotzlöffel dieses auf die Nase gehenkt?
    Wilt du, ungewaschener Rotzlöffel, deine Nase auch in den Dreck stecken?
    Hürst du's, junger Rotzlöffel? Wer hiss dich deine Nase in unsern Dräk stecken?
    Gryphius
    Einen Liebhaber und Jungfernknecht hieß man ehemals nur Löffel, wenn er aber zu jung war, einen Rotzlöffel.
    C'est un jeune levron.
    Si on lui tordoit le nés, il en sortiroit du lait.
  • A ies a rechter Schussborttel.
  • A ies a wunderlicher Heiliger.
  • A ies furchtsam wie a Haase.
  • A ies gor a wormer Gost.
  • A ies gor der Mann dernoch.
  • A ies immer Mester Fix.
  • BERG
  • A ies lange über olle Barge. - Robinson, 49.
  • AUGE
  • A ies noch mit annem blauem Auge dervon kummen.
  • AUGE
  • A ies noch mit annem bloo Ooge dervon kummen. - Robinson, 356.
  • A ies schlimm, wenn a sich buckt.
    info] Eine breslauer Kräuterin über ihre Nachbarin: O seit se, de Ursche iss gaar zu a hisch Web, se dorbt's am Holse und frisst's solber, ferwuhr se is schlimm, wenn sie sich bickt, oaber gleibt's og, se is eifeltig, wie Worschtsuppe.
  • A ies so faul, dass er stinkt.
    ho] Hij stinkt van vuiligheid.
  • A ies su biese (böse), ma möcht'en uffen Baar binden.
  • A ies su Korpulent, wie a Blose-Ruhr.
  • A ies su mager, a möchte brennen.
  • A ies üm anne (um eine) frische Lüge unbekümmert.
  • A ies vuller Kinste (Künste), wie de Sau vuller Muskaten-Nisse.
    zit] Han är full med Lärdom som en koo af muskat.
  • A ies wie doss Ding, woss wieder kümmt.
  • A iesi la aer (A-si limpezi creierul la aer)
    en] Blow away the cobwebs.
  • A iess a rechter Grün-Schnabel.
  • A iess a rechter Pflostertrater.
  • A ignorância da lei não desculpa (a) ninguém.
  • A ignorância da lei não escusa ninguém.
  • A ignorância da lei prejudica.
  • A ignorância das coisas que se supõe que a pessoa deva saber, não desculpa.
  • A ignorância desculpa o erro.
  • A ignorância do bem é a causa do mal.
  • A ignorância do direito provoca discussão.
  • A ignorância do fato desculpa a falta.
  • A ignorância do futuro é um dos maiores benefícios da Providência.
  • A ignorância do juiz muitas vezes é a desgraça do inocente.
  • A ignorância do próprio direito não prejudica esse direito.
  • A ignorância dócil é desculpável, mas a presumida é refratária, é desprezível e intolerável.
  • A ignorância é a mãe da arrogância.
  • A ignorância é a mãe de todos os erros.
  • A ignorância é a mãe de todos os vícios.
  • A ignorância é a mãe do atrevimento.
  • A ignorância é inimiga do saber.
  • A ignorância é má conselheira.
  • A ignorância e o vento são do maior atrevimento.
  • A ignorância é sempre atrevida; a sabedoria, em geral, modesta.
  • A ignorância é um grande mal, porém a falsa ciência é um mal ainda maior.
  • A ignorância é um mal, mas não contagioso.
  • A ignorância escandaliza o entendimento.
  • A ignorância gera atrevimento, o conhecimento gera cautela.
  • A ignorância gera confiança.
  • A ignorância não duvida, porque desconhece que ignora.
  • A ignorância não é argumento.
  • A ignorância não faz perguntas.
  • A ignorância não tem dúvidas.
  • A ignorância obra monstros.
  • A ignorância ou erro da lei não excusa; a ignorância ou erro do fato excusa.
  • A ignorância pode subir até a sabedoria, mas a sabedoria não retorna à ignorância.
  • A ignorância tem a discrição por malícia.
  • A igreja goteja dinheiro constante para o clero.
  • A Igreja não morre.
  • A Igreja não tem sede de sangue.
  • A igualdade é a principal parte da imparcialidade.
  • A igualdade não admite classificação.
  • A igualdade não causa guerra.
  • A im Mund und non A im Herzen.
    Georg Christoph Lichtenberg, Aphorismen (Sudelbücher), 1775 - 1776
  • A imagem da morte é variada.
  • A imagem real.
  • A imaginação cria a situação.
  • A imaginação e a mudança de lugares enganou a muitos.
  • A imaginação é como as paixões: mente e engana a si mesma.
  • A imaginação é o recreio dos moços, como a reflexão é o consolo dos velhos.
  • A imaginação encanta os moços, a reflexão desencanta os velhos.
  • A imaginação pinta, o espírito compara, o gosto escolhe, o talento executa.
  • A imaginação, que avoluma os bens, também exagera os males futuros.
  • A imitação freqüente transforma-se em hábito.
  • A impaciência causada pela esperança muitas vezes abateu um homem valente.
  • A impaciência junta um mal a outro.
  • A imparcialidade brilha por si mesma.
  • A imperatriz não está livre da lei.
  • A imperícia é considerada como negligência.
  • A imperícia.
  • A imperiosa fome de ouro.
  • A impiedade se acendeu como um fogo.
  • A importância exterior que afetam certas pessoas, denuncia ordinariamente a sua interior insignificância.
  • A imprecisão vicia o ato.
  • A imprensa, a pólvora e a bússula mudaram a face e o estado das coisas no mundo.
  • A imprevisibilidade da sorte prova os fortes; o ouro se mostra na fornalha, a fidelidade, no sofrimento.
  • A impudente accusation faut opposer modeste et courte réponse.
    Jacques Amyot, 1513 - 1593
  • <<< 1 2 3 4 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be

    DICTUM operone