DICTUM

A-q

  • A quem não fala, Deus não o ouve.
  • A quem não gasta, o pouco (a)basta.
  • A quem não pede, não o ouve Deus.
  • A quem não se roga, não vá à boda.
  • A quem não sobeja pão, não crie cão.
  • A quem não sobeja pão, não pode ter cão.
  • A quem não sobeja pão, não sustenta (o. sustente) cão.
  • A quem não sobra pão, não crie cão.
  • A quem não tem fazenda, não peças peita.
  • A quem não traz bragas, costuras o matam.
  • A quem nasceu para ser pobre, o ouro se torna em cobre.
  • A quem nega cabe apresentar prova.
  • A quem o demo toma uma vez, sempre lhe fica o jeito.
  • A quem o demo tomou uma vez, sempre lhe fica um/o jeitinho.
  • A quem o fim é permitido, também são permitidos os meios.
  • A quem obra bem, não lhe faltam abonadores.
  • A quem olha o alheio o próprio não lhe agrada.
  • A quem os cálices não fizeram loquaz?
  • A quem os deuses odeiam, fizeram pedagogo.
  • A quem pede, será dado.
  • A quem pedir vinho, dá-lhe um tabefe.
  • A quem peneira e amassa, não furtes fogaça.
  • A quem pensar sempre que alguma infelicidade lhe pode acontecer, isso se torna um mal sem fim.
  • A quem perdeu a honra, para que salvará o que lhe resta?
  • A quem pergunta com pressa deve ser dada resposta devagar.
  • A quem prometo, não falto.
  • A quem quebra a palavra, a ele também se quebra a palavra.
  • A quem quer bem, nada detém.
  • A quem quer bem, nada é difícil.
  • A quem quer bem, nada o detém.
  • A quem quer Deus ajudar, o vento lhe apanha lenha.
  • A quem quer fazer alguma coisa sempre convém refletir.
  • A quem quer fazer mal, não lhe faltarão pretextos.
  • A quem quer ir às Musas não é dada uma estrada larga.
  • A quem quer mal ao vizinho, o seu vem pelo caminho.
  • A quem quer nada é difícil.
  • A quem quer não faltam meios.
  • A quem quer, nada é difícil.
  • A quem quer, não lhe faltam meios.
  • A quem repete o erro não se costuma perdoar.
  • A quem sabe agradecer, há-se-lhe de saber dar.
  • A quem sabe e concorda não se faz injustiça (nem dolo).
  • A quem sabe e quer não se faz injustiça.
  • A quem sabe esperar ensejo, tudo vem a seu tempo e desejo.
  • A quem sabe não faltam meios.
  • A quem sabe, uma única palavra não só basta, como até sobra.
  • A quem se ajuda, Deus o ajuda.
  • A quem se concede o mais, entende-se que também está concedido o menos.
  • A quem se concede o mais, entende-se que também se concede o menos.
  • A quem se dá muito, desse multo se exige.
  • A quem se faz mel, as moscas o comem.
  • A quem se faz ovelha, come-o o lobo.
  • A quem se muda Deus ajuda.
  • A quem se muda, Deus (o) ajuda.
  • A quem se odeia, deseja-se que morra.
  • A quem se proíbe o menos, muito mais se proíbe o mais.
  • A quem servir a carapuça, que a ponha (o. vista).
  • A quem sofre é agradável uma multidão de sofredores.
  • A quem tanto vê, um olho lhe basta.
  • A quem tarde se levanta, cedo anoitece.
  • A quem te der a cerda, dá-lhe uma perna.
  • A quem te der a pássara, dá-lhe uma asa.
  • A quem te gabar a vila, gaba-lhe a cidade.
  • A quem te quer jantar, almoça-o primeiro.
  • A quem tem bom vizinho, o dia lhe brilha feliz.
  • A quem tem cabeça, não lhe faltam carapuças.
  • A quem tem muito, dão-lhe mais.
  • A quem tem muitos bens são dados muitos presentes.
  • A quem tem mulher formosa, castelo na fronteira, vinha na carreira, nunca lhe falta (o. faltará) canseira.
  • A quem tem o coração livre de medo é fácil ser justo.
  • A quem tem sede a água lhe é mezinha.
  • A quem tem seu pão no forno, podemos dar do nosso.
  • A quem tem vida, a água fria (lhe) é mezinha.
  • A quem torto nasce, nenhum enfeite adorna.
  • A quem trabalha, Deus ajuda.
  • A quem trate com Deus, nada lhe falta.
  • A quem tudo quer saber, nada se lhe diz.
  • A quem tudo quer, nada se lhe dá.
  • A quem tudo te pode tirar, dá-lhe o que te pedir.
  • A quem vela, tudo se revela.
  • A quem Vênus indicará para rei do festim? Arbiter bibendi.
  • A quen Dios quiso bien, casa le dio en Jaén.
  • A quen millor escribe, caille un borrón.
  • A querela dos sábios termina em amor; o amor dos néscios termina em socos e coices.
  • A querida descendência dos deuses.
  • A questão ainda está na rama.
  • A questão chegou aos triários.
  • A questão de direito respondam os juízes, à questão de fato respondam os jurados.
  • A questão está encerrada.
  • A questão foi trazida a juízo.
  • A questão não deve ser dirimida pelo meu arbítrio.
  • A questão para mim chegou à corda.
  • A question abstruse, abstruse réponse.
  • A question hâtée,
    Réponse pesée.
  • A question idiote, réponse idiote.
  • A question mark.
  • A question of time.
  • A question pressante, réponse pesée.
    it] A frettolosa domanda, tarda riposta.
  • A questo fiasco s'ha a bere.
  • A questo mondo bisogna essere incudine o martello.
  • <<< 1 2 3 4 5 6 7 8 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be Bi Bj Bl Bo Br Bs Bu By

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be Bi Bl Bo Br Bu By
    Ca Ce Ch Ci Cl Co Cr Cu Cy
    Da

    DICTUM operone