DICTUM

Aq

  • Aquele que peca na presença de quem o criou virá a cair nas mãos do médico.
  • Aquele que profere a palavra a seu tempo é como pomos de ouro em bandejas de prata.
  • Aquele que reina sobre si mesmo, exerce um grande poder, e tem um grande império.
  • Aquele que se acostuma a contrair dívidas, anda com a mentira à garupa.
  • Aquele que se aproveita do crime, o comete.
  • Aquele que se dá pressa a se enriquecer, não será inocente.
  • Aquele que se espera nascer, é tido como existente, quando se trata de seu direito.
  • Aquele que se exaltar, será humilhado, e o que se humilhar, será exaltado.
  • Aquele que se faz responsável por um estranho cairá na desventura.
  • Aquele que seduz os justos a um mau caminho, cairá no fosso que ele mesmo abriu.
  • Aquele que semeia a iniqüidade segará males.
  • Aquele que semeia em abundância, também segará em abundância.
  • Aquele que tapa os seus ouvidos ao clamor do pobre, esse mesmo também clamará, e não será ouvido.
  • Àquele que tem, lhe será dado, e ao que não tem, ainda aquilo mesmo que entende ter lhe será tirado.
  • Aquele que teme ao Senhor de nada tremerá.
  • Aquele que traz, é sempre bem-vindo.
  • Aquele que vai atrás da avareza perturba a sua casa.
  • Aquele que vende a honra, recebe a infâmia.
  • Aquele te deu, o outro te dará; mal haja quem do seu não há.
  • Aquele vai mais/mui são, que anda pelo chão.
  • Aquele, pois, que sabe fazer o bem, e não o faz, peca.
  • Aqueles a quem a sorte favorável muito protegeu, esses ela mais abate quando se torna adversa.
  • Aqueles a quem Júpiter quer arruinar, primeiro priva-os do juízo.
  • Àqueles a quem não é dado entender as coisas mundanas, mais negado ainda lhes é discutir as coisas divinas.
  • Aqueles a quem o medo obriga a elogiar, a esses mesmos o medo torna inimigos.
  • Aqueles a quem um deus quer arruinar, primeiro priva-o do juízo.
  • Aqueles que dominam seu coração, serão considerados sempre mais virtuosos que aqueles a quem o coração domina.
  • Aqueles que escrevem como falam, ainda que falem bem, escrevem mal.
  • Aqueles que querem comer, devem suportar o trabalho.
  • Aqueles que sabem muito, admiram pouco; os que sabem pouco, admiram muito.
  • Aqueles que semeiam em lágrimas, colherão em alegria.
  • Aqueles que tu mesmo alimentaste, muitas vezes se tornarão teus maiores inimigos.
  • Aqueles que, afligidos de grave doença, não sentem dores, estão doentes da mente.
  • Aqueles são loquazes, estes vorazes.
  • Aqueles são ricos que têm amigos.
  • Aqueles são ricos, que têm amigos.
  • Aquella ave es mala que en su nido se ensucia.
  • Aquella ave es mala que su nido caga.
  • Aquella ave es mala, que en su nido caga.
  • Aquella ave he má, que em seu ninho suja.
  • Aquella es bien casada, que ni/no tiene suegra ni cuñada.
  • Aquella gallina no es buena, que come en su casa y pone en la ajena.
  • Aquella he bem casada, que naõ tem sogra, nem cunhada.
  • Aquella sal madrileña vale más que el mundo entero, cuando canta una rondeña haciendo hablar al pandero.
  • Aquelle he teu amigo, que te tira do arroido.
  • Aquelles saõ ricos, que tem amigos.
  • Aquello a que tienes miedo, es una clara indicación de lo siguiente que tienes que hacer.
  • Aquello era un dos de mayo.
  • Aquello que más cuesta se estima en más.
  • Aquello que no se realiza por voluntad propia, se tendra que ejecutar por obligacion imperante y oficiosa
  • Aquellos polvos traen estos lodos.
  • Aquellos que llegan antes al río, encuentran el agua más limpia.
  • Aquellos que son compasivos hacia los crueles, terminan siendo crueles hacia los compasivos.
  • Aquellos son ricos, que tienen amigos.
  • Aquém do solicitado.
  • Aquém ou além, veja eu sempre com quem.
  • Aquém-Apeninos.
  • Aquenta o que está frio, dobra o que está teso.
  • Aquentar a água para outro tomar mate.
  • Aquentar água para o mate dos outros.
  • Aqueste tu apetito baja, que con vejez o muerte, todo pasa.
  • Aqui a água pega.
  • Aqui a feroz indignação não mais pode dilacerar meu coração.
  • Aqui a porca torce o rabo.
  • Aqui a primavera é permanente.
  • Aqui a vida corre às mil maravilhas.
  • Aqui acaba o mundo.
  • Aqui anda mouro na costa.
  • Aqui anda/aqui há gato.
  • Aqui anda/há/tem coisa.
  • Aqui assenta bem o rifão.
  • Aquí caerá sansón y cuantos con él son.
  • Aqui começa uma nova vida.
  • Aquí de Dios.
  • Aqui descansa quem nunca descansou.
  • Aqui e agora.
  • Aqui e ali.
  • Aqui e em toda parte.
  • Aqui e em todo lugar do mundo.
  • Aqui é eterna primavera.
  • Aqui é nossa casa, esta é nossa terra.
  • Aqui é que a porca torce o rabo.
  • Aqui é que a roda pega.
  • Aqui é que está a lebre.
  • Aqui é que está o busílis.
  • Aquí el más tonto hace relojes.
  • Aquí el que no corre vuela.
  • Aquí en la tierra paz y gloria en la vida eterna.
  • Aqui en Madrid, desnudan a un santo para otro vestir.
  • Aqui está a chave do fogo/jogo.
  • Aqui está a conta dos ovos.
  • Aqui está a dificuldade.
  • Aqui está o busílis.
  • Aquí está Roque (16. 8.), que todo lo coge.
  • Aquí estamos, en el banco de la paciencia.
  • Aqui ficaremos muito bem.
  • Aquí fue troya.
  • Aqui há dente de coelho.
  • Aqui há gato escondido com o rabo de fora.
  • Aqui há gato escondido.
  • <<< 1 2 3 4 5 >>>

    alphabetical
    A-a A-b A-c A-d A-e A-f A-g A-h A-i
    A-j A-k A-l A-m A-n A-o A-p A-q
    A-r A-s A-t A-u A-v A-w A-y A-z
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Aj Ak Al Am
    An Ao Ap Aq Ar As At Au Av Aw Ax Ay Az
    Ba Be Bi Bj Bl Bo Br Bs Bu By

    keywords
    Aa Ab Ac Ad Ae Af Ag Ah Ai Ak Al Am An Aq Ap Ar As At Au Av Aw Ax Az
    Ba Be Bi Bl Bo Br Bu By
    Ca Ce Ch Ci Cl Co Cr Cu Cy
    Da

    DICTUM operone