DICTUM

Sprichwort, adage, proverb, saw, saying, byword, proverbe, proverbio, refrán, frase proverbial, ditado, provérbio, przysłowie, Redensart, colloqualism, idiom, expression, phrase, tournure, poncif, dicton, expresión, frase hecha, locución, frase fatta, modo di dire, expressão idiomática, powiedzenie, powiedzonko, Zitat, quotation, citation, excerpt, quote, cita, citazione, detto, sentenza, passo, citação, Sentenz, sententia, proverbium, adagio, adagium, locutio, dictum, Spruch, carmen, elogium, pronuntatio, Redensart, phrase, collocation, locution

  • Ao amor, fogo e tosse, mal faz quem não lhe acode.
  • Ao anfitrião, como ao general, as contrariedades costumam desnudar o caráter.
  • Ao anoitecer.
  • Ao aprendiz cabe confiar.
  • Ao ar livre.
  • Ao arbítrio da autoridade.
    var] Ao arbítrio do juiz.
    var] Ao arbítrio do príncipe.
  • Ao arrendar, cantar; ao pagar, chorar.
  • Ao arrepio de.
  • Ao atar das feridas.
  • Ao autor cabe a prova, e o réu, alegando exceção, se torna autor.
  • Ao autor cabe o ônus da prova.
  • Ao autor da ação não é permitido o que é negado ao réu.
  • Ao avaliar um homem, não confio nos meus olhos.
  • Ao avarento falta o que não tem e falta o que tem.
  • Ao avarento falta tanto o que não tem como o que tem; ao rico falta muito, ao avarento falta tudo.
  • Ao avarento nunca falta pretexto para negar.
  • Ao avarento o dinheiro não sacia, mas irrita.
  • Ao avarento tanto falta o que não tem como o que tem.
    var] Ao avarento, tanto lhe falta o que tem como o que não tem.
  • Ao baixel sem esperança Deus depara o porto.
  • Ao bebedor não falta vinho, nem à fiandeira, linho.
  • Ao bem calar chamam santo.
  • Ao bem, buscá-lo, e ao mal, estorvá-lo.
  • Ao bobo, muda-lhe o jogo.
  • Ao boi bravo Deus dá chifres curtos.
  • Ao boi pelo corno, ao homem pela palavra(s).
  • Ao boi que remói, nada lhe dói.
  • Ao boi, pelo corno; ao homem, pela palavra.
  • Ao bom amigo, com teu pão e (com) teu vinho.
  • Ao bom calar chamam santo.
  • Ao bom cavalo, espora; ao bom escravo, açoite.
  • Ao bom comer ou mau comer, três vezes beber.
  • Ao bom darás e do mau te afastarás.
  • Ao bom dia abre a porta e ao mau te aparelha.
  • Ao bom dia, abre-lhe a porta, e ao mau te aparelha.
    var] Ao bom dia, abre-lhe a porta.
  • Ao bom entendedor meia palavra basta.
  • Ao bom pagador não dói o penhor.
  • Ao bom pano, na arca lhe sai o amo.
  • Ao bom tudo darás, e do mau te afastarás.
  • Ao bom varão terras alheias sua pátria são.
    var] Ao bom varão terras alheias pátria são.
  • Ao cabo de cem anos todos seremos calvos.
  • Ao cabo de cem anos, os reis são vilões, e ao cabo de cento e dez, são os vilões reis.
  • Ao cabo de um ano, tem o criado as manhas do amo.
  • Ao cabo de.
  • Ao cabo e ao resto.
  • Ao caído todos se lhe atrevem.
  • Ao cair da noite.
  • Ao caluniador está reservada sua punição.
  • Ao camponês agrada o discurso breve e a salsicha longa.
  • Ao cantar do galo.
  • Ao cão dás palhas, ao burro, ossos.
  • Ao cão e ao palreiro, deixa-os no sendeiro.
  • Ao casamento segue-se o arrependimento.
  • Ao cavalo velho, dá-lhe carroça menor.
  • Ao cego não dão cuidado os espelhos.
  • Ao cego, muda-lhe o fito.
  • Ao certo.
  • Ao chegar o dia marcado.
  • Ao clero.
  • Ao cobiçoso tanto lhe falta o que tem como o que não tem.
  • Ao coelho ido, conselho vindo.
  • Ao comprar, te arremanga.
  • Ao comprido.
  • Ao confessor e ao letrado confessa o teu pecado.
  • Ao confessor e ao letrado, não o tenhas enganado.
  • Ao contrário.
  • Ao coração contrito e humilhado, não o desprezarás, ó Deus.
  • Ao correr da pena.
  • Ao correr de.
  • Ao crime nunca faltou justificativa.
  • Ao dano se juntará o insulto.
  • Ao dar, fica sempre próximo de ti.
  • Ao de cima.
  • Ao de leve.
  • Ao deliberar, a lentidão é mais segura; a pressa é perigosa.
  • Ao delicado, pouco mal o tem atado.
  • Ao derradeiro morde o cão.
  • Ao desafio.
  • Ao desamparo.
  • Ao desdém.
  • Ao desejoso de guerrear seu desejo muitas vezes traz prejuízo.
  • Ao destino nem o deus resiste.
  • Ao destino nem o próprio Deus se opõe.
  • Ao Deus desconhecido.
  • Ao Deus que nos dá saúde.
  • Ao deus-dará.
  • Ao dia.
  • Ao diabo e à mulher nunca falta que fazer.
  • Ao discursar não devo buscar a abundância, mas o equilíbrio.
  • Ao dispor de.
  • Ao dobrar/virar da esquina.
  • Ao doente curado é inútil dizer paga.
  • Ao doente forte a água é medicina.
  • Ao doente que é de vida, a água lhe é medicina.
  • Ao doido e ao touro, dá-lhe curro.
  • Ao emendar aquilo que precisa de correção, o bom professor não é rude.
  • Ao encontro de.
  • Ao enterro do pobre vai quando muito um padre.
  • Ao espantado sua sombra lhe basta.
  • Ao estalar dos dedos.
  • Ao estulto não concedas nem um dedo.
  • Ao explicar uma frase infeliz, tu a tornas pior.
  • Ao falar no mau, aparelhar o pau.
  • Ao faminto dá alimento, e Deus te dará sustento.
  • Ao feito, remédio; ao por fazer, conselho.
  • Ao ferreiro da maldição, se tem ferro, falta-lhe carvão.
  • Ao filho do vizinho, limpa-lhe o monco e mete-o em casa.
  • Ao fim e ao cabo.
  • Ao fim se canta a glória.
  • Ao final, a raposa acaba no peleteiro.
  • Ao fio de uma coisa.
  • Ao fresco.
  • Ao frigir dos ovos o verás.
  • Ao frigir dos ovos se verá.
  • Ao frigir o veremos.
  • Ao fugir de Caribde caí no Cila.
  • Ao gastador nunca falta que gastar, nem ao jogador, que jogar.
  • Ao gato, por (ser) ladrão, não o tires de tua mansão.
  • Ao gato, por ladrão, não lhe dês de mão.
  • Ao gosto danado o doce é amargo.
  • Ao grande que te é sobranceiro, não emprestes o teu dinheiro.
  • Ao homem ajuizado convém tentar com palavras, antes de tentar as armas.
    var] Ao homem ajuizado convém tentar tudo, antes de tentar as armas.
  • Ao homem amado, a fortuna lhe dá a mão.
  • Ao homem aplicado, todos lhe dão a mão.
  • Ao homem comedor, nem coisa delicada, nem apetite no sabor.
  • Ao homem convém usar barba.
  • Ao homem de bem é preferível ser vencido a vencer a injustiça por meios desonestos.
  • Ao homem de bem, de modo algum pode parecer útil o que não é honesto.
  • Ao homem de esforço, a fortuna lhe dá a mão.
    var] Ao homem de esforço, a fortuna lhe põe o ombro.
  • Ao homem de sorte que tudo que acontece lhe seja favorável.
  • Ao homem farto, as cerejas lhe amargam.
  • Ao homem feliz, nasce-lhe a filha primeiro.
  • Ao homem fraco e ao necessitado todos os amigos abandonam.
  • Ao homem honesto a sorte dá bens em grande quantidade.
  • Ao homem maior, dá-lhe a honra.
  • Ao homem medroso, tudo o estremece.
  • Ao homem mesquinho, basta-lhe o/um burrinho.
  • Ao homem necessitado é inútil a vergonha.
  • Ao homem ousado a fortuna estende a mão.
    var] Ao homem ousado a fortuna lhe dá a mão.
    var] Ao homem ousado a fortuna lhe põe a mão.
    var] Ao homem ousado a fortuna lhe põe o ombro.
  • Ao homem pequeno convêm coisas pequenas.
  • Ao homem pobre, caldeirão de cobre.
  • Ao homem pobre, pano fino, cântaro de cobre.
  • Ao homem que ama o trabalho, sempre há alguma coisa a fazer.
  • Ao homem que fica mais velho não se acrescentam anos, mas se subtraem.
  • Ao homem que não é mudo não há nada inacessível.
  • Ao homem que não gosta de nada, de que lhe adianta a vida
  • Ao homem rico, a fama lhe casa os filhos.
  • Ao homem rude, quanto mais lhe rogam, mais se infla.
  • Ao homem se fez como à vaidade; os dias dele passam como uma sombra.
  • Ao homem zangado, é preciso tirar-lhe, não dar-lhe a arma.
  • Ao ignorante sempre aborrece o sabedor.
  • Ao inevitável nem mesmo os deuses resistem.
  • Ao inimigo não só deve-se dar a estrada para fugir, como até construir.
  • Ao inimigo que foge, ponte de prata.
  • Ao inimigo que te vira a espalda, ponte de prata.
  • Ao insensato não estendas o dedo, para que ele não te engula a mão.
  • Ao invejoso, emagrece-lhe o rosto e incha-lhe o olho.
  • Ao inverso.
  • Ao invés de olhar um homem rachando lenha, é melhor ver alguém cagando.
  • Ao invés.
  • Ao jovem convém ser gentil.
  • Ao julgar, a pressa é reprovável.
  • Ao lado de.
  • Ao largo.
  • Ao lavrador descuidado, os ratos lhe comem o semeado.
  • Ao lavrador preguiçoso levam os ratos o precioso.
    var] Ao lavrador preguiçoso, os ratos lhe comem o precioso.
  • Ao léu.
  • Ao lobo, muda-lhe o jogo.
  • Ao longe.
  • Ao longo de.
  • Ao longo do caminho.
  • Ao luar de Janeiro, se conta o dinheiro.
  • Ao lusco-fusco.
  • Ao madeiro sai a acha, pois de tal acha, tal racha.
  • Ao mais alto ponto.
  • Ao mais potente cede o mais prudente.
  • Ao manhoso não descubras teu peito.
  • Ao marido, prudência; à mulher, paciência.
  • Ao marido, serve-o como amigo, e guarda-te dele como inimigo.
  • Ao matuto não deixe-o saber o quanto é bom queijo com peras.
  • Ao mau até o rato morde.
  • Ao mau bácoro, boa lande.
  • Ao mau caminho, dar-lhe pressa.
  • Ao mau costume, corta-lhe a perna.
    var] Ao mau costume, quebra-lhe a perna.
  • Ao mau pagador, em farelos.
  • Ao mau todos (o) perseguem.
  • Ao mau vento, volta-lhe o capelo.
  • Ao mau, todos o perseguem.
  • Ao me perguntares a hora, prepara-te para a última.
  • Ao médico e ao abade fale-se sempre a verdade.
    var] Ao médico e ao advogado não escondas a verdade.
    var] Ao médico, ao advogado e ao abade, falar a verdade.
    var] Ao médico, ao advogado e ao confessor dize a verdade com liberdade.
    var] Ao médico, ao advogado e ao padre falar a verdade.
  • Ao médico, ao letrado e ao abade, falar verdade.
  • Ao médico, confessor e ao letrado, não os tenhas enganados.
    var] Ao médico, confessor e letrado, não o tenhas enganado.
  • Ao medo sobejam olhos.
  • Ao meio-dia, ou carrega, ou alivia.
  • Ao meio-dia.
  • Ao melhor amigo, o melhor tiro.
  • Ao melhor galgo escapa a lebre.
  • Ao melhor letrado cai a pena.
  • Ao mendigo é mais vantajoso mendigar sua comida em bairros populosos do que no campo.
  • Ao menino e ao borracho mete Deus a mão por baixo.
    var] Ao menino e ao borracho põe Jesus a mão por baixo.
    var] Ao menino e ao borracho põe-lhes Deus a mão por baixo.
  • Ao menino não dês a espada.
  • 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281

    B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
  • operone