DICTUM

Sprichwort, adage, proverb, saw, saying, byword, proverbe, proverbio, refrán, frase proverbial, ditado, provérbio, przysłowie, Redensart, colloqualism, idiom, expression, phrase, tournure, poncif, dicton, expresión, frase hecha, locución, frase fatta, modo di dire, expressão idiomática, powiedzenie, powiedzonko, Zitat, quotation, citation, excerpt, quote, cita, citazione, detto, sentenza, passo, citação, Sentenz, sententia, proverbium, adagio, adagium, locutio, dictum, Spruch, carmen, elogium, pronuntatio, Redensart, phrase, collocation, locution

  • A morte faz todos iguais.
  • A morte fere com espada igual as coisas grandes e as pequenas.
  • A morte hè un ladru di notte.
  • A morte iguala os cetros às enxadas.
  • A morte iguala os senhores aos servos e os cetros às enxadas.
  • A morte iguala todos os viventes.
  • A morte igualará aqueles que o dinheiro separou.
  • A morte leva o fraco e o forte.
  • A morte leva o melhor e deixa o pior.
  • A morte leva o melhor, sempre deixa o pior.
  • A morte leva os bons e deixa os maus.
  • A morte leva os bons e deixa os ruins.
  • A morte liquida as contas.
  • A morte mais bela é morrer arrancando lágrimas dos seus.
  • A morte marca o limite de todas as coisas.
  • A morte não aceita desculpas.
  • A morte não aceita qualquer dádiva.
  • A morte não dá importância a presentes.
  • A morte não é um bem nem um mal.
  • A morte não é um mal, mas o caminho para a morte é triste.
  • A morte não é um sofrimento, se se morre com quem se quer.
  • A morte não escolhe idade(s).
  • A morte não escolhe nem reis nem pobres.
  • A morte não há casa (o. coisa) forte.
  • À morte não há casa forte.
  • À morte não há coisa forte.
  • A morte não nos separará.
  • A morte não pode ser negada.
  • A morte não poupa nem o fraco nem o forte.
  • A morte não poupa nenhuma dignidade.
  • A morte não poupa ninguém.
  • A morte não poupa o fraco nem o forte.
  • A morte não se subordina à vontade humana.
  • A morte não termina tudo.
  • À morte ninguém pode escapar.
  • A morte nivela tudo.
  • A morte nos afasta das coisas más, não das boas.
  • A morte nos rouba as coisas belas, e nos deixa as piores.
  • A morte nullum est effugium.
  • À morte o remédio é abrir a boca.
  • A morte obedece a uma lei: junto com o pobre leva o rei.
  • A morte para a criança é benevolente, para o moço é dolorosa, e para o ancião é tardia.
  • A morte persegue a todos, não menos aos reis do que aos plebeus.
  • A morte persegue até o homem que dela foge.
  • A morte persegue, a vida foge.
  • A morte preferível é morrer sem medo de morrer.
  • A morte que der a ventura, essa se sofra.
  • A morte que, por causa os acidentes inesperados, nos ameaça diariamente, nunca pode estar distante de nós por causa da brevidade da vida.
  • A morte reclama tudo; morrer é lei, não castigo.
  • A morte semper homines tantumdem absumus.
  • A morte sempre tem uma desculpa.
  • A morte separa os irmãos; a ausência perde os amigos.
  • A morte só atemoriza aquele que, muito conhecido por todos, morre sem se conhecer a si mesmo.
  • A morte tudo nivela.
  • A morte vem até para as pedras e os mármores.
  • A morte voa em torno com suas asas negras.
  • A morte, na juventude, está na emboscada; na velhice, está à porta.
  • A morte, o remédio é abrir-lhe a boca (o. cova).
  • À morte, o remédio é abrir-lhe a boca.
  • A morte, que a tudo igualmente dá fim, significa o término do casamento.
  • A morte, sem dúvida, é imparcial.
  • A morti ùn fighjolu à nimu in faccia.
  • A mortos e idos não há amigos.
  • A mortos e idos, poucos amigos.
  • A mortos e idos, poucos amigos.
    var] A mórtos e a idos, naõ ha amigos.
    var] Á muertos y á ydos no amigos.
    de] Für Tote und Weggegangene gibt's keine Freunde.
  • A morts, y à anats, Amichs acabats.
    de] Den Toten und Weggegangenen gehen die Freunde verloren.
  • A mortuis tributum exigere.
  • A mortuis tributum exigit.
    de] Er nehme es Gott vom Altar.
  • A mortuo non exspectes sermonem, nec ab avaro gratiam.
  • A mortuo tributum colligere.
  • A mortuo tributum exigere.
  • A mortuo tributum exigere.
    en] To benefit from the dead.
  • A mosca nunca pousa senão na fraqueza.
  • A mosca tem a sua ira, e a formiga a sua bílis.
  • A mosquito can make the lion's eye bleed.
  • A most poor man, made tame to fortune's blows.
  • A mostra.
  • A mote (tiny piece of something) may choke a man.
  • A mote may choke a man.
  • A moth will eat the finest linen.
  • A moth will not fly around a candle which does not burn.
  • A mother needs a large apron to cover her children's faults.
  • A mother never bites her child to the bone.
  • A mother's boy.
  • A mother's work is never done.
  • A mother-in-law is what you inherit when you marry.
  • A moult de plaids, peu de faits.
  • A mountain (o. village) that can be seen can't be far away.
  • A mourir.
  • A mouro morto, grande lançada.
  • A mouro morto, graõ lançada.
  • A mouse in time may bite in two a cable.
  • A mouse may be of service to a lion.
  • A mouse that has but one hole is soon caught.
  • A mouse that has only one hole is soon caught.
  • A mouse will scare a thief.
  • A mouth that gives orders does not tire.
  • A mouth that praises and a hand that kills.
  • A mouth-friend.
  • A mozo alcucero, amo roncero.
  • A Mua un a Wei is a Lei un zwee Ranzen.
    Eger
    i] Ein Mann und ein Weib ist ein Leib und zwei Ranzen.
    Wenn auch nach der Schrift Mann und Weib ein Leib (zwei in einem Fleische) sind, so bedarf doch dieser Leib die doppelte Nahrung des einfachen, was das obige Sprichwort denen zu bedenken gibt, die eine Ehe schließen, ohne zu wissen, wie sie ihren Lebensunterhalt zusammen finden werden.
  • A muar Hüünjen a thanner Slâb.
    Amrum
    de] Je mehr Hunde, desto dünneres Gesöff.
  • A muar Jongen, a muar Lok.
    Amrum
    i] Je mehr Jungen (hier in dem Sinne von Kindern), je mehr Glück.
  • A muar Masgonnars, a bendar Lok.
    Nordfriesland
    i] Je mehr Missgönner, Neider, je besser Glück.
  • A muar Masgonners, a muar Lok.
    Amrum
  • A muar Swin, a thanner Speelang.
    Amrum
    i] Je mehr Schweine, desto dünnerer Spülicht.
  • A muar'm ûn an Skêt rêrt, e dollar 'r stjonkt.
    Nordfriesland
    i] Je mehr man in einen Schiss (Dreck) rührt, desto ärger stinkt er.
  • A mucha abundancia, mucha falta.
  • A mucha cortesía, mayor cuidado.
  • A mucha hambre, no hay pan duro.
  • A mucha mesa, poco testamento.
  • A mucho amor, mucho perdón.
  • A mucho hablar, mucho errar.
    var] A mucho hablar, poco acertar.
    var] A mucho hablar, poco obrar.
  • A mucho hambre, no hay pan duro.
    en] Hunger is the best sauce.
  • A mucho llover, cruzarse de brazos y verla caer (o. llover).
  • A mucho pedir poco dar.
  • A mucho porfiar, ¿quién se resiste?.
  • A mucho viento, poca vela.
  • A mucho vino, poco tino.
  • A mucho vivir, muchos duelos y mucho de qué arrepentir.
  • A muchos debe de temer aquel a quien muchos temen.
  • A muda da árvore nobre logo dá fruto.
  • A mudança de trabalho também alivia o cansaço.
  • A mudos y ciegos hace testigos el dinero.
  • A muele y muele, ni metate queda.
  • A muertas y a idos, no hay amigos.
  • A muerte neutro.
  • A muerte.
  • A muerto marido, amigo venido.
  • A muerto me huele el godo.
  • A muertos e idos no hay amigos.
  • A muertos y a idos, pocos amigos.
    var] A muertos y a idos, no hay amigos.
    var] A muertos y a idos, no hay más amigos.
  • A muffled cat is no good mouser.
  • A muffled cat never caught a mouse.
  • A muffled cat never took mice.
  • A muger mala poco le aprovecha guarda.
  • A mugghiera ('e) l'altri è sempa beddha.
  • A muita abastança não farta, mas enfastia.
  • A muita cautela, damno naõ causa.
  • A muita cera queima a igreja.
  • A muita confiança nunca causou pouca pena.
  • A muita conversaçaõ he causa de menos preço.
  • A muita cortesia é espécie de engano.
  • A muita facilidade é em parte doidice.
  • A muita familiaridade causa menosprezo.
  • A muita repreensão busca mui poucos amigos.
  • A muito entendimento, baixa fortuna.
    var] A muito entendimento, dinheiro pouco.
    var] A muito entendimento, fortuna pouca.
  • A muitos o bem faz mal.
  • A muitos o salário não dá sal.
  • A muitos prejudica dizer tudo que é verdade.
  • A mujer bonita o/y rica, todo el mundo la critica.
  • A mujer casada y casta, con el marido le basta.
  • A mujer pequeña, mula y baja: abrirle la puerta, pa'que se vaya.
  • A mula boa, como a viúva, deve ser gorda e ligeira.
  • A mula com mataduras, nem cevada nem ferraduras.
  • A mula de vilão, mula é de verão.
  • A mula e a mulher com afagos fazem os mandados.
  • A mula e a mulher com pau se quer.
  • A mula que otro amansa, algún resabio le queda.
  • A mula velha, cabeçada nova.
  • A mula velha, cabeçada(s) novas.
    var] A mula vieja, cabeza nueva.
    var] A mula vieja, cabezadas nuevas.
  • A mula vieja, alíviale la reja.
  • A mula, com afago; o cavalo, com castigo.
  • A mule and a woman do what is expected of them.
  • A mule can go to Mecca, but it will not come back as a pilgrim.
  • A mule does not recognize his mother.
  • A mulher andeira diz de todos, e todos dizem dela.
    var] A mulher andeja diz de todos, e todos dela.
  • A mulher andeja diz de todos, e todos dizem dela.
  • A mulher boa e bonita é ornamento de seu marido.
  • A mulher boa é prata que muito soa.
    var] A mulher boa, prata é que muito soa.
  • A mulher boa é prata que soa.
  • A mulher bonita traz ao marido muitos cuidados.
  • A mulher brava, corda (o. soga) larga.
  • A mulher calada é sempre melhor do que a que fala.
  • A mulher casada e amigada, laço corredio em corda ensebada.
  • A mulher casada no monte é alojada.
  • A mulher casada, o marido lhe basta.
  • A mulher casta, Deus lhe basta.
  • A mulher casta, obedecendo ao marido, governa-o.
  • A mulher cheira bem quando a nada cheira.
  • A mulher chora antes do casamento, o homem, depois.
  • A mulher chora por dor e canta por manha.
  • A mulher dada contra sua vontade em casamento a um homem se torna sua inimiga.
  • A mulher de boa vida não teme o homem de má língua.
  • A mulher de bom recado enche a casa até o telhado.
  • A mulher de bondade, outrem fale e ela cale.
  • À mulher de César convém não só não ter culpa, mas até não sofrer suspeita de culpa.
  • A mulher de César está acima de qualquer suspeita.
    var] A mulher de César não convêm suspeitas.
    var] A mulher de César não pode ser sequer suspeitada.
  • À mulher de César não convêm suspeitas.
  • A mulher de mercador que fia, escrivão que pergunta pelo dia e oficial que vai à caça, não há mercê que lhe Deus faça.
  • A mulher diligente é a coroa do seu marido.
  • A mulher do cego para quem se enfeita?
  • A mulher e a cachorra, a que mais cala, é a mais boa.
    var] A mulher e a cachorra, a que mais cala, é a melhor.
    var] A mulher e a cachorra, a que mais cala, mais zorra.
  • A mulher e a cereja, para seu mal se enfeita.
  • A mulher e a colher só não faz o que não quer.
  • A mulher é a confusão do homem.
  • A mulher e a galinha não se deixa passear.
    var] A mulher e a galinha não se deixa passear: a galinha o bicho come, a mulher dá que falar.
    var] A mulher e a galinha são bichos interesseiros: a galinha pelo milho e a mulher pelo dinheiro.
  • A mulher e a galinha, até a casa da vizinha.
  • A mulher e a galinha, com o sol recolhida.
  • A mulher e a galinha, por andar, se perde asinha.
  • 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281

    B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
  • operone