Portugiesische Weisheiten 13


Comamos e bebamos, porque amanh morreremos.

Come a cabea do bodio, e a boga, d-a tua sogra.

Come caldo e anda quente: vivers longamente.

Come caldo, vive em alto, anda quente, vivers longamente.

Come caldo.. vive em alto..anda quente..vivers longamente.

Come com ele, e guarda-te dele.

Come como so e bebe como doente.

Come como so, bebe como doente.

Come do teu e chama-lhe meu.

Come e folga, ters boa vida.

Come e folga.. ters boa vida.

Come mais os olhos do que a barriga.

Come menino, criar-te-s, come velho, vivers.

Come o que tens e no o que sonhas.

Come o que tens, e no o que sonhas.

Come po, bebe gua, vivers sem mgoa.

Come po, bebe gua: vivers sem mgoa.

Come para viver, no vivas para comer.

Come para viver, pois no vives para comer.

Come pouco e bebe pouco, dormirs como louco.

Come pouco e bebe pouco: dormirs como louco.

Come pouco e ceia pouco, dormirs como louco.

Come pouco, mas com frequncia.

Come sopa, vive alto, nada quente: vivers longamente.

Come tripas o louco, e sabem-lhe a porco.

Come, come, que teu mal fome.

Come, menino, criar-te-s; come, velho, vivers.

Come, que a hora de comer a da fome.

Come, que a hora de comer a fome.

Come, que teu mal fome.

Come, que todo teu mal fome.

Comeado e acabado, como camisa de enforcado.

Comeado e no acabado vale por estragado.

Comear bem ter feito a metade.

Comear meio caminho andado.

Comear por onde os outros acabam.

Comea-se a jogar por divertimento, continua-se por avareza e acaba-se por paixo e vcio.

Comei c da panela que limpa ela.

Comei c da panela, que limpa ela.

Comei mangas aqui, que vos honram, e no a mim.

Comem milho os pardais? A culpa dos Cabrais.

Comem uns os figos, e aos outros rebentam os beios.

Comer custa da barba longa.

Comer a gosto, andar moda.

Comer a horas, vestir a tempo.

Comer a isca e cagar no anzol.

Comer tripa forra.

Comer at adoecer, curar at sarar.

Comer at adoecer, jejuar at sarar.

Comer at enfermar e jejuar at sarar.

Comer com os olhos.

Comer como pinto e cagar como pato.

Comer como um lobo.

Comer do bom e do barato nem no Crato.

Comer do bom e do barato, nem no Crato.

Comer e coar vai do comear.

Comer e coar, a coisa comear.

Comer e coar, tudo est em comear.

Comer e coar, vai de comear.

Comer e coar.. mal comear.

Comer e dar com os pratos na cara.

Comer fruta ou jejuar.

Comer gato por lebre.

Comer laranjas em Janeiro dar de comer ao coveiro.

Comer mingau de couve e arrotar lombo de porco.

Comer minhoca e arrotar caviar.

Comer morres de candeia.

Comer o po que o diabo amassou.

Comer po com cdea (= um espertalho).

Comer para viver, e no viver para comer.

Comer sapos e lagartos.

Comer sardinha e arrotar pescada.

Comer sardinha e arrotar tainha.

Comer sem beber cegar e no ver.

Comer sem po, comer de lambo.

Comer toda a vianda e temer toda a maleita.

Comer toda a vianda, tremer toda a maleita.

Comer truta ou jejuar.

Comer verdura e deitar m ventura.

Comer verdura e deitar, m ventura.

Comer, comprar e coar s comear.

Comer-se de raiva.

Comeu a velha os bredos, souberam-lhe bem, lambeu os dedos.

Comi papas por engordar, saram-me por ceia e por jantar.

Comi papas por engordar: saram-me por eia e por jantar.

Comida boa no sobra.

Comida de fidalgos o pouco em mantis alvos.

Comida de fidalgos, pouca em mantis alvos.

Comida feita, companhia desfeita.

Comida fina em corpos grossos faz mal aos ossos.

Comida gorda, testamento magro.

Comida meada, faca embainhada.

Comida sem caldo, papo dissecado.

Comida sem caldo, papo seco.

Comida sem po comida de lambo.

Comidas apimentadas fazem borbulhas s carradas.

Comidas apimentadas fazer borbulhas s carradas.

Comigo nove e vale dez.

Comigo no, que sou macaco velho.

Comigo no, violo! Contigo sim, bandolim!.

Como a bolsa j lhe ia arquejando.

Como a casa est a arder, aqueam-se todos.

Como a Felcia d'Abrantes, pior que dantes.

Como a montanha no veio a Maom, Maom vai montanha.

Como as aves se alimentam de muitos insetos, os velhacos subsistem de muitos tolos.

Como cada um se estima, assim o estimam.

Como canta o abade, assim responde o sacristo.

Como canta o galo velho, assim cantar o novo.

Como canta o padre, responde o sacristo.

Como criaste tantos filhos? Querendo mais aos mais pequeninos.

Como a me, a filha que cria.

Como bonito e dourado, tendo-mo no lhe d quebranto.

Como o brao, assim a sangria.

Como ele te medir, assim lhe medirs.

Como falam no ruim, logo aparece.

Como falares, assim ouvirs.

Como for teu trato, assim te trato.

Como gente grande.

Como macaco em loja de louas.

Como me cantam, assim bailo.

Como me cresceram os favores, logo me recresceram as dores.

Como me medires, assim te medirei.

Como me tangerem, assim bailarei.

Como o brao, assim a sangria.

Como o cachorro de caa, vale o pingo pela raa.

Como o mundo pequeno!.

Como o saco de carvoeiro, mau de fora, pior por dentro.

Como o vigrio entoar, deve o corista cantar.

Como os pais falam os filhos palram.

Como plantares, assim colhers.

Como quem no quer, querendo.

Como quem procura com os ps o penico no escuro.

Como se do, a se apanham.

Como se faz a cama, assim se dorme.

Como se toca, assim se dana.

Como se vive, assim se morre.

Como semeares, assim colhers.

Como te conheo vesugo, e ele era caranguejo.

Como te conheo vesugo, e ele era sapateiro.

Como te curas, duras.

Como te fizer teu compadre, assim lhe faze.

Como te fizeste calvo? O pelo pelando.

Como te fizeste calvo? Pelos pelando.

Como te tangerem, assim bailars.

Como te vai, Belchior? Cada vez pior.

Como vires a primavera, assim pelo al espera.

Como vires a primavera, pelo al espera.

Como vires o faval, assim espera pelo al.

Como vires o faval, espera pelo al.

Como vires os favais, assim espera o mais.

Como vive o rei, vivem os vassalos.

Companhia de dois, companhia de bons.

Companhia de dois, companhia de bons; companhia de trs m rs.

Companhia de dois, companhia de Deus.

Companhia de trs de m rs.

Comparao no prova.

Comparao no razo.

Comparar no provar.

Composta, no h mulher feia.

Compra a enforcado, vende a desposado.

Compra a quem herdou que no sabe o que lhe custou.

Compra a quem herdou, pois no sabe o que custou.

Compra a verdade, mas no a vendas.

Compra que vendas.

Comprar a alforjes e vender a onas.

Comprar a arrobas e vender a onas.

Comprar a crdito, vender vista.

Comprar a enforcados, vender a namorados.

Comprar a galinha gorda com pouco dinheiro.

Comprar caro no franqueza.

Comprar e arrepender.

Comprar em feira, vender em casa.

Comprar galinha gorda por pouco dinheiro.

Comprar gato por lebre.

Comprar nabos em saco.

Compras cadeia, e o dinheiro est na moeda.

Concebemos esperanas sem fundamento e queixamo-nos, depois, de no terem cumprimento.

Conduzem-se os bois pelo chifre e os homens pela lngua.

Confia desconfiando.

Confia na Virgem, no corras, e vers o que acontece.

Confiana no se pede nem se impe.

Confiar desconfiando.

Confiar em deus que santo bom.

Confiar no futuro, mas pr a casa no seguro.

Confisso forada no vale nada.

Confisso obrigada no vale nada.

Conforme a cachaa que houver.

Conforme a pergunta, assim a resposta.

Conforme as aes, a recompensa.

Conforme comermos, assim seremos.

Conforme cresce o dinheiro, assim tambm crescem os cuidados.

Conforme o passarinho, assim o ninho.

Conforme o pssaro, assim o ninho.

Conforme o vento, assim se limpa.

Conforme o passaro assim o ninho.

Conforme o pssaro, assim o ninho.

Conforme o santo, assim a oferta.

Conforme somos, assim julgamos.

Conhece a ocasio, e no fales de antemo.

Conhecer culpa estrada de emenda.

Conhecers a loucura em cantar, jogar e correr a mula.

Conhece-se o amigo certo na ocasio incerta.

Conhece-se o amigo certo nas horas incertas.

Conhece-se o bem depois de o ter perdido.

Conhece-se o marinheiro no meio da tempestade.

Conhece-se o marinheiro quando vem a tempestade.

Conhece-te a ti mesmo.

Conhecidos, muitos; amigos, poucos.

Conhecimento poder.

Conheo os seus teres e haveres.

Conheo-o como as minhas mos.

Conheo-o como as palmas das minhas mos.

Conheo-o por dentro e por fora.

Conquista boa fama e dorme a manh na cama.

Consegue a raposa o que o leo no alcana.

Consegue o macaco o que a ona no alcana.

Conselho de amigo vale um reino.

Conselho de amigo, aviso do cu.

Conselho de louco vale pouco.

Conselho de mulher vale pouco, e quem o toma louco.

Conselho de quem bem te quer, ainda que te parea mal, escreve-o.

Conselho de quem te quer bem, ainda que te parea mal, escreve-o.

Conselho de raposa, morte de galinha.

Conselho de raposas, morte de galinhas.

Conselho de sbio, a providncia divina que manda.

Conselho de vinho falso caminho.

Conselho desprezado h de ser muito lembrado.

Conselho e rap s se d a quem pede.

Conselho e rap s se d a quem quer.

Conselho e rap toma quem quer.

Conselho e tabaco, s se d a quem pede.

Conselho e torrada s se d a quem pede.

Conselho no se oferece.

Conselho sem remdio corpo sem alma.

Conselho sem remdio, corpo sem alma.

Conselho s serve cedo.

Conselho, se fosse bom, no se dava, vendia-se.

Conserva-se o lume debaixo da cinza.

Considera todas as coisas sob um prisma favorvel.

Console-se quem penas tem, que atrs do tempo, tempo vem.

Console-se quem penas tem, que trs tempo, tempo vem.

Construir castelos no ar.

Consultar quem sabe j saber metade.

Conta comigo, e dorme no mato.

Conta de anos no faz vida, s vida a bem vivida.

Conta de perto, amigo de longe.

Conta feita, mula morta, cavaleiro a p.

Conta o milagre, mas no diz o santo.

Conta velha, baralha nova.

Conta velha, disputa nova.

Contam-se os defeitos daqueles por quem se espera.

Contar com o ovo no cu da galinha.

Contar com o ovo no fundo da galinha.

Contar com o ovo no rabo da galinha.

Contar o milagre, mas no dizer o nome do santo.

Contas com Jorge, e Jorge na rua.

Contas de gro capito: para si o melhor quinho.

Contas feitas, dinheiro na algibeira.

Contas na mo e demnio no corao.

Contas na mo, borracha cinta.

Contas na mo, e o demo no corao.

Contas na mo, e o olho no ladro.

Contas so contas.

Contas so que levam, e no panelas que quebram.

Contas velhas, questes novas.

Contender por d c aquela palha.

Contentar-se com o que a panela der.

Contentar-se com pouco riqueza.

Contenta-te com teu estado, se queres viver descansado.

Contenta-te, papo, que j foste farto.

Contente-se com seu estado, quem quiser viver sossegado.

Contnua goteira faz sinal na pedra.

Contra a adversidade e do tempo a inclemncia, o escudo a pacincia.

Contra a fora a razo no vale.

Contra a fora no h argumento.

Contra a fora no h direito.

Contra a fora no h resistncia.

Contra a m sorte, corao forte.

Contra a morte e o amor ningum tem valor.

Contra a morte no h coisa forte.

Contra a morte no h remdio.

Contra a morte no h reza forte.

Contra a morte, s Deus pode.

Contra a razo no h armas, mas s h a fora, que a mesma sem razo.

Contra dois, nem Hrcules.

Contra fatos no h argumentos.

Contra fora de vilo, ferro na mo.

Contra maus humores, grandes suores.

Contra o vcio de pedir, h a virtude de no dar.

Contra rameira e breto, no basta razo.

Contra si levanta pedras quem aos outros quer jogar.

Contra si levanta pedras quem contra os outros quer lan-las.

Contrato de casamento leva consigo o testamento.

Convm conversar com o travesseiro.

Convm jogar com muitos trunfos na mo.

Convm pegar o pio unha.

Convm pegar o touro unha.

Convm pegar o touro pelos chifres.

Convm tomar o pio na unha.

Convm usar dos homens como eles so, e das circunstncias como elas ocorrem.

Conversa baixa enredo.

Conversa de amigos, roubo de tempo.

Conversa fiada no bota panela no fogo.

Conversa fiada no enche barriga.

Conversa fiada!.

Conversa mole para boi dormir.

Conversao escandalosa argi zelo danado.

Conversando que a gente se entende.

Conversando, a gente se entende.

Conversar com quem sabe, porque descansa a gente.

Corao apaixonado no sabe aonde vai.

Corao contente tem o riso na boca.

Corao de me no se engana.

Corao de me tem sempre lugar para mais um.

Corao determinado no sofre conselho.

Corao terra aonde ningum vai.

Corao falso sempre se muda; o bom sempre um.

Corao forte vence a m sorte.

Corao fraco no merece dama.

Corao magoado fala demasiado.

Corao no tem idade.

Corao partido sempre combatido.

Corao pressago nunca mente.

Corao que suspira no tem o que deseja.

Corao que suspira no tem o que quer.

Corao sem arte no cuida maldade.

Coragem de ladro maldade.

Coragem para quem tem, e no para quem quer.

Corcunda do bobo o poleiro do esperto.

Corcunda no v a sua corcova, mas v a do seu vizinho.

Corcunda sabe como se deita.

Corda bamba tambm d n.

Corda muito puxada arrebenta.

Corda puxada se quebra.

Corda velha no d n.

Cordeiro manso mama sua me e a alheia.

Corno de vspera casa com mulher bulida.

Cornos que do de comer, deix-los crescer.

Coroa no cura dor de cabea.

Corpo achacoso no cheiroso.

Corpo bem feito no h mister capa.

Corpo vestido, alma pessoa.

Corpo vadio quer folia.

Corpo, corpo, que Deus dar o pano.

Corra a vaquinha, quanto corre a cordinha.

Corre a gua para o mar, e cada um para o seu natural.

Corre mais a lebre de um ano que um burro de quarenta.

Corre mais que notcia ruim.

Corre o galgo atrs da lebre.

Corre o ouro para o tesouro.

Corre Seca e Meca, e olivares de Santarm.

Correm os ribeiros para os rios, os rios para o mar.

Correm os rios para o mar, e cada qual para o seu natural.

Correm os rios para o mar, e cada um para o seu natural.

Correr mais que um galgo tirante.

Correr Seca e Meca, Olivais e Santarm.

Correr, atrs de boi grande; pedir, a quem tem para dar.

Corrida de cavalo, parada de sendeiro.

Corta-me ps e mos e mete-me entre irmos.

Cortar as asas a algum.

Cortar as asas de algum.

Cortar curto e erguer tarde no tem remdio.

Cortar um dobrado.

Corte quem quiser, prove e faa quem souber.

Corteso o pobre enriquecido nos escaninhos do pao.

Cortesia de boca muito vale e pouco custa.

Cortesia gera cortesia.

Cortesia no quebra coroa.

Cortesia obriga cortesia.

Cortesias geram cortesias.

Coruja acha seus filhos lindos.

Coruja no acha os filhos feios.

Coruja no serto, gua na mo.

Corvos a corvos no se arrancam os olhos.

Corvos a corvos no se tiram os olhos.

Cose bem cosido, que jamais ser rompido.

Cose que cosas, e no que rompas.

Costas so que levam, e no panelas que quebram.

Costume-se cada um com a sua sorte, no se queixar dela.

Costumou-se aos calos, no h erva que lhos cure.

Couro velho, mesmo duro, s vezes arranja polia.

Coxo, no da espinha, calvo, no de tinha.

Coze-se o po enquanto o forno est quente.

Coze-se o po, enquanto o forno est quente.

Cozido que no hs de comer, no o queiras remexer.

Cozinha gorda, testamento magro.

Cozinha moderada, casa bem governada.

Cozinha refinada leva farmcia.

Cozinha regrada, casa aumentada.

Cravo no peito, asno feito.

Cr com cr, l com l.

Cresce como rabo de cavalo.

Cresce e aparece.

Cresce o desejo com o tesouro.

Cresce o ovo bem batido, como a mulher com bom marido.

Crescer como rabo de cavalo.

Cresces e aborreces, como o filho do asno.

Cria boa fama e deita-te a dormir.

Cria corvos e eles te comero os olhos.

Cria fama deita-te na cama.

Cria fama e deita-te a dormir.

Cria fama e deita-te na cama.

Cria o corvo, que ele te arrancar o olho.

Cria o corvo, tirar-te- o olho.

Cria o mau senhor ao mau servidor.

Criado e bois um ano at dois.

Criado que faz o seu dever, orelhas de burro deve ter.

Criados e bois, cada ano at dois.

Criados e bois, um ano at dois.

Criados so inimigos pagos.

Criai corvo, dai-lhe mesa.

Criai o corvo, dai-lhe mesa.

Criai o corvo, e tirar-vos- o olho.

Criana feia, mulher bonita.

Criana mimada, criana estragada.

Criana que no se ri ao fim de um ms, ou tola ou o pai que a fez.

Criana que no se ri ao fim de um ms, ou tola ou quem a fez.

Crianas dizem verdades.

Crianas so crianas.

Criaste, no castigaste, mal criaste.

Criaste, no castigaste, no criaste.

Cristo curou cegos e aleijados, mas no malucos.

Cristo morreu, e a culpa no foi minha.

Criticar fcil, fazer difcil.

Criticar fcil.

Criticar mais fcil que fazer melhor.

Cruz na boca e o diabo no corao.

Cruz na boca, diabo no corao.

Cruz nos peitos e o diabo nos feitos.

Cruzeiro a cruzeiro faz um milheiro.

Cu de bbedo no tem dono.

Cu de sono no tem dono.

Cuia emborcada no guarda gua.

Cuia que leva azeite no perde o almscar.

Cuida bem do que fazes, e no te fies em rapazes.

Cuida bem no que fazes, e no te fies em rapazes.

Cuida em ganhar, que tempo tens para gastar.

Cuida na pega, se branca, se preta.

Cuida o escasso que poupa um, e gasta quatro.

Cuida o ladro que todos o so.

Cuida o ladro que todos so da sua condio.

Cuida o mentiroso que tal o outro.

Cuida o sandeu que todo o mundo seu.

Cuida que se benze, e quebra o nariz.

Cuidado anda caminho que no moo fraldido.

Cuidado com o homem calado e com o co que no ladra.

Cuidado com o homem que no fala e com o co que no ladra.

Cuidado com o lobo, quando veste a pele da ovelha.

Cuidado com quem no tem nada a perder.

Cuidado que a lngua no te corte a cabea.

Cuidado, que montes vem, e paredes ouvem.

Cuidados alheios matam o asno.

Cuid-lo bem e faz-lo mal.

Cuidam os namorados que os outros tm os olhos fechados.

Cuidam os namorados que todos tm os olhos furados.

Cuidam os namorados que todos tm os olhos quebrados.

Cuidando donde vs, esqueces donde vens.

Cuidar da vida, que a morte certa.

Cuidar muitas coisas, fazer uma.

Cuidar muitas, fazer uma.

Cuidar no saber.

Cuidei que me benzia e quebrei o nariz.

Culpa condena.

Culpa feia mentir, mas muito mais mentindo ao verdadeiro.

Culpa perdoada, culpa reparada.

Cultivar uma boa mania um meio de ser feliz.

Cumpre com teu dever, suceda o que suceder.

Cumpre depressa quem promete devagar.

Cumpre o teu dever, acontea o que acontecer.

Cumpre o teu dever, e deixa falar.

Cumpre sempre o teu dever se no te queres arrepender.

Cumpre sempre o teu dever, se no te queres arrepender.

Cunha do mesmo pau no aperta.

Cunhadas so unhadas.

Cunhados e ferros de arado debaixo da terra prestam.

Cunhados e ferros de arado debaixo da terra so logrados.

Cura do mal em jejum, o catarro ser pouco ou nenhum.

Curar a ferida do co com o pelo do mesmo co.

Curar a mordidela do co com a gadelha do mesmo.

Curar todos com o mesmo ungento mau pensamento.

Curtas pernas tem a mentira, e alcana-se asinha.

Cuspido e escarrado.

Cuspir bala.

Cuspir fogo.

Cuspo para o ar, na cara me cai.

Cuspo para o cu, cai-me no rosto.

Custa caro o que sabe bem.

Custa mais a mecha que o sebo.

Custa mais sustentar um vcio que educar dois filhos.

Custa muito pedir, e ainda mais servir.

Custa pouco a Pedro beber a capa de Paio.

Custa pouco a polidez, e vale muito toda vez.

Custa tanto ao doido calar, como ao homem sisudo falar.

Custa tanto ao doido calar, como ao homenzinho falar.

Custa tanto esperar quanto desesperar.

Custou-me descartar do tal maadista.

Cutelo mau corta o dedo e no corta o pau.

Cutelo mau corta o dedo e no o pau.

Cutia ficou cot de tanto fazer favor.

Cutia ficou sem rabo de tanto fazer favor.

<<< operone >>>


DEUTSCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79


ENGLISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


FRANZÖSISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49


ITALIENISCH
1 2 3 4


LATEINISCH
1 2 3 4


PORTUGIESISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


SPANISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10