Portugiesische Weisheiten 6


Adquire fama e deita-te a dormir.

Adquirir e poupar, eis o verdadeiro segredo para converter o chumbo em ouro.

Aduba as terras, vers como medras.

Adular no meio de vida, mas ajuda a viver.

Adversrio quieto, inimigo dobrado.

Afaga a tua galinha para que te d galinhos.

Afaga a tua galinha para te parir galinhos.

Afaga a tua galinha para te parir pintos.

Afanar, afanar, e nunca medrar.

Afastamento, esquecimento.

Afeio cega a razo.

Afeita um cepo, parecer mancebo.

Aferrar-se com unhas e dentes.

Afinar a rabeca custa do prximo.

Afogar-se em pingo d'gua.

Afogar-se em qualquer gua, embaraar-se com qualquer dificuldade.

Afogar-se num copo d'gua.

Afoga-se mais gente em vinho do que em gua.

Afronta muitos, quem ameaa um.

Afrontar a morte para viver na histria, baratear a vida por um pingo de tinta.

Afrouxar a corda.

Agarram-se os pssaros pelo bico e os homens pela lngua.

Agarrar com unhas e dentes.

Age depressa, se desejas acertar; mas pensa devagar.

Agora agora quem tem um filho tem uma nora.

Agora d po e mel; depois dar po e fel.

Agora d po e mel; depois dar pau e fel.

Agora de pobre bispo, pobre servio.

Agora tarde, Ins morta.

Agora lhe lembra a morte de Joo Grande.

Agora seja o que Deus quiser.

Agora, frades, agora, que o guardio est fora.

Agora, peguem-no pelo rabo.

Agora, que tenho ovelha e borrego, todos me dizem: Deus te salve, Pedro.

Agora, que tenho ovelha e borrego, todos me dizem: Venhais embora, Pedro.

Agosto amadurece, Setembro vindimece.

Agosto nos farta, Agosto nos mata.

Agosto tem culpa se Setembro leva a fruta.

Agosto, ms de desgosto.

Agouros, nem cr-los nem experiment-los.

Agradecimentos, vizinhos, que quereis bem a meus filhos.

Agrado que demora viagem.

gua ao figo e pra vinho.

gua ao figo e pra vinho. (Sobre figo gua, sobre peras e melo vinho.

gua ao melro, que lhe seca o bico.

gua cansada prados acha.

gua colhe em joeira, quem se cr de ligeira.

gua corrente esterco no consente.

gua corrente no mata a gente.

gua corrida no faz mal barriga.

Agua cria boa gente.

gua da massa que farta a casa.

gua d, gua o leva.

gua danificada, fervida e coada.

gua danificada, fervida ou coada.

gua de Fevereiro enche o celeiro.

gua de mina ou de nascente, fresca de vero e no inverno quente.

gua de morro abaixo, fogo de morro acima, e gravidez, muito difcil parar no meio.

gua de morro abaixo, fogo de morro acima, e mulher quando quer dar, ningum segura.

gua de serra sombra de pedra.

gua de trovo cala at o cho.

gua de trovo numa parte d e noutra no.

gua de trovo, em parte d, em parte no.

gua de trovo, em partes d, em partes no.

gua de trovo, numa parte d, noutra no.

gua detida m para bebida.

gua detida, m para a bebida.

gua distante no apaga fogo vizinho.

gua e conselho, s se d a quem pede.

gua e conselhos s se do a quem os pede.

gua fria, mas mais quem com ela convida.

gua e lenha, cada dia venha.

gua e lenha, todo dia venha.

gua e po comida de co (de corrida se vo).

gua e po de corrida se vo.

gua e po, comida de co.

gua e po, jantar de co.

gua e vento so meio sustento.

gua em palha difcil de achar.

gua fervida tem mo na vida.

gua fria e po quente nunca fizeram bom ventre.

gua fria no escalda piro.

gua fria sarna cria, e gua roxa sarna escoxa.

gua fria sarna cria.

gua fria sarna cria; gua quente, nem a so nem a doente.

gua leva a seu moinho.

gua limpa nunca engordou o porco.

gua m, fervida e coada.

Agua mineiro que seca o ribeiro.

gua mole e pedra dura tanto d at que fura.

Agua mole em pedra dura tanto bate at que fura.

gua mole em pedra dura tanto bate at que fura.

gua mole em pedra dura tanto d at que a fura.

gua morro abaixo, fogo morro acima e mulher devassa no tm jeito.

gua no quebra osso.

gua no tem cabelo.

gua o d, gua o leva.

gua o deu, gua o levou.

gua parada fede.

gua parada no mata nada.

gua parada no move moinho.

gua passada no toca monjolo.

gua por morro abaixo e fogo por morro acima.

gua que deres a teu senhor, no a olhes ao sol.

gua que no hs de beber, deixa-a correr.

gua que veja o sol: sem cor, sem cheiro e sem sabor.

gua que veja o sol; sem cor, sem cheiro e sem sabor.

gua quente, nem a so nem a doente.

gua quente, sade para o ventre.

gua salobra na terra seca doce.

gua silenciosa, a mais perigosa.

gua sobre gua, nem suja, nem lava.

gua sobre mel, sabe mal e no faz bem.

gua sobre mel: sabe mal e no faz bem.

Agua suja sempre lava.

gua suja tambm lava.

gua vertida no toda colhida.

guas calmas so profundas.

guas passadas no movem engenho.

guas passadas no movem moinho.

guas passadas no movem moinhos.

guas profundas so tranqilas.

guas quietas so profundas.

guas tranqilas, guas profundas.

guas verdadeiras por S. Mateus as primeiras.

guia no pilha moscas nem moscardos.

guias no caam moscas.

guias no pegam moscas.

Agulha em palha difcil de achar.

Agulha em palheiro difcil de achar.

Agulha sem fundo no arrasta linha.

A que a porca torce o rabo.

A te di, a te darei.

A tem gato escondido.

A tem gato.

A torce a porca o rabo.

Ai, Cristo, olhai para isto!.

Ainda agora comem po da boda.

Ainda bem no pe o p, e logo faz pegada.

Ainda cheira a cueiros.

Ainda cheira aos cueiros em que nasceu.

Ainda contra ti, jamais faltes verdade.

Ainda Deus est onde estava.

Ainda est para nascer o que agrada a todos.

Ainda est para nascer, quem de ovelhas h de entender.

Ainda estas lamas ho de ser p.

Ainda Joo Vaz tem besta, no deixou de lhe apontar testa.

Ainda Joo Vaz tem besta, no deixou de lhe dar na cabea.

Ainda mesmo contra ti, no faltes verdade.

Ainda no comi ovo de sua galinha.

Ainda no deu meio-dia em So Paulo.

Ainda no nascida e j espirra.

Ainda no est na cabaa e j vinagre.

Ainda no me tiveste o p a ferrar.

Ainda no montamos, j cavalgamos.

Ainda no saiu do -b-c.

Ainda no saiu dos cueiros.

Ainda no se acabou o dia de hoje.

Ainda no selamos e j cavalgamos.

Ainda no tem cueiro e j quer ter calas.

Ainda no vi as cruzes do dinheiro.

Ainda nem morto e j esfolado.

Ainda o mundo no se acabou.

Ainda que a gara v alta, o falco a mata.

Ainda que a gara voe alta, o falco a mata.

Ainda que a gara voe alto, o falco a mata.

Ainda que a malcia escurece a verdade, no a pode apagar.

Ainda que a malcia escurece a verdade, no a pode apanhar.

Ainda que a moa tosca, bem v ela a mosca.

Ainda que a traio agrade, o traidor sempre aborrece.

Ainda que doce seja o mel, a mordidela da abelha cruel.

Ainda que enterrem a verdade, a virtude no se sepulta.

Ainda que enterrem a verdade, no sepultam a virtude.

Ainda que entres na vinha e voltes o gibo, se no trabalhares, no te daro po.

Ainda que estejas mal com tua mulher, no bom conselho cortar o aparelho.

Ainda que estejas mal com tua mulher, no bom conselho cortares o aparelho.

Ainda que estejas mal com tua mulher, no bom conselho que cortes o aparelho.

Ainda que mude a pele a raposa, seu natural no despoja.

Ainda que mude a pele a raposa, seu natural nunca despoja.

Ainda que na desgraa, jamais te humilhes.

Ainda que no falemos, bem nos queremos.

Ainda que no leiamos pelos livros, tambm somos gente.

Ainda que no nos falemos, bem nos queremos.

Ainda que negro , alma tem, honra e f.

Ainda que negros somos, gente somos, alma temos.

Ainda que no pobre haja fingimento, a esmola no perde o merecimento.

Ainda que o galo deixe de cantar, as manhs sempre aparecem.

Ainda que o galo no cante, a manh sempre rompe.

Ainda que seja doce o mel, a picada da abelha cruel.

Ainda que sejas prudente e velho, no desprezes conselho.

Ainda que sejas prudente e velho, nunca desprezes o bom conselho.

Ainda que somos negros, gente somos e alma temos.

Ainda que sou tosca, bem vejo a mosca.

Ainda que teu amigo seja de mel, no o lambas tu.

Ainda que teu sabujo manso, no o mordas no beio.

Ainda que vistas a mona de seda, mona se queda.

Ainda tem muitas noites que dormir fora.

Ainda temos muito que ver.

Ajoelhou, tem que rezar.

Ajuda a Deus, e ele te ajudar.

Ajuda a Deus, que ele te ajudar.

Ajuda demais atrapalha.

Ajuda-te, e o cu te ajudar.

Ajuda-te, que Deus te ajudar.

Ajude-me Deus com o que meu.

Ajude-o Deus, no caia no atoleiro.

Ajuntam-se uns para outros.

Ajuntaram-se trs para o peso de seis.

Al cuida o bailo e al quem o sela.

Al cuida o baio e al quem o sela.

Al v-la e al trat-la.

Alazo tostado, antes morto que cansado.

Alazo, ou muito bom, ou muito ladro.

Albarda nova em burro velho, matadura pela certa.

Albarda-se o burro vontade do dono.

Albarde-se o burro vontade do dono.

Alcaide de campo, coxo ou manco.

Alcaide em andar e moinho em moer ganham de comer.

Alcaide em mandar, moinho em moer, sempre ganham que comer.

Alcaide sem alma, ladres praa.

Alcaide, busca-me aqui algum?.

Alcana quem no cansa.

Alcana quem no se cansa.

Alde a galinha e vai mesa da rainha.

Alde a galinha, e come-a o de Coimbra.

Alegria de pobre dura pouco.

Alegria de urubu carnia.

Alegria no pode ser tamanha, que achar gente vizinha em terra estranha [Cames].

Alegria secreta, candeia morta.

Alegria, entrudo, que amanh ser cinza.

Alm de queda, coice.

Alm ou aqum, sempre vejas com quem.

Alentejanos, algrvios e ces de caa, tudo da mesma raa.

Alfaiate de encruzilhada pe as linhas de sua casa.

Alfaiate de encruzilhada, que pe as linhas de sua casa.

Alfaiate mal vestido, sapateiro mal calado.

Alfaiate pobre, a agulha se lhe dobra.

Alfaiates no so homens carpinteiros tambm no homens so lavradores que nos trabalham o po.

Algo temos de fazer para embranquecer.

Alguazil em andar e moinho em moer ganham de comer.

Algum sempre precisa de algum.

Algum dia a minha pereira dar peras.

Algum dia a minha pereirinha ter peras.

Algum dia fomos gente.

Algum dia ser festa da nossa terra.

Alguma coisa se h de sofrer, para embranquecer.

Alguma hora a minha pereira ter peras.

Alguma hora dareis duas voltas orelha e no deitars sangue.

Alguma hora gato comer pepino.

Alho e pimenta o fastio aumenta.

Alho e pimenta, o fastio ausenta.

Alho e vinho puro levam a porto seguro.

Alho e vinho puro, levam a porto seguro.

Alma corrupta tudo faz de sua qualidade.

Alma e corpo deu ao demo.

Alma enamorada de pouco ensombrada.

Alma namorada de pouco assombrada.

Alma que vai e no volta.

Alma ruim que faz visagem.

Alma s em corpo so.

Almoo cedo cria carne e sebo, e tarde, nem sebo nem carne.

Almoo cedo, cria carne e sebo, e tarde nem sebo nem carne.

Almocreve cavaleiro no ganha dinheiro.

Almocreve cavaleiro nunca bom ganhadeiro.

Almocreve cavaleiro, no ganhadeiro.

Alquimia provada, ter renda e no gastar nada.

Alquimia provada, ter renda e no pagar nada.

Alta e baixa aprenderei e, como me tangerem, assim bailarei.

Alta vai a velha na asna.

Altas ou baixas, em abril vm as pscoas.

Altercar por d c aquela palha.

Alto para vau e baixo para barca.

Alto para vau e baixo para barco.

Alto para vau, baixo para barco, ruim para nada.

Alto para vau, baixo para barco.

Alto, vareta, comigo ningum se meta.

Alvoradas vila, que berinjelas h no aougue.

Ama a cruz, que ao cu te conduz.

Ama a quem no te ama, andars carreira v.

Ama a quem no te ama, responde a quem no te chama, andars carreira v.

Ama a quem te ama, responde a quem te chama, andars carreira ch.

Ama ao bom para que te ame, e ao mau para que no te difame.

Ama com amigo, nem a tenhas, nem a ds a teu amigo.

Ama el-rei a traio e o traidor no.

Ama el-rei a traio, mas o traidor no.

Ama gorda, pouco leite.

Ama o prximo como a ti mesmo.

Ama teu vizinho, mas no derrubes a tua cerca.

Ama-me ou deixa-me!.

Amanh outro dia.

Amanh jejua o preto, ainda bem que no hoje.

Amanh nem sempre o dia que se espera.

Amanh o carneiro perdeu a l.

Amanh ser outro dia.

Amanh tambm dia.

Amanh, amanh, o carneiro perdeu a l.

Amanhecer, far-nos- Deus merc.

Amanse sua sanha quem por si mesmo se engana.

Amante frio, mofino sem saber.

Amar e reinar, nunca dois a par.

Amar e saber no pode ser.

Amar e saber s a Deus pode ser.

Amar e saber s a Deus se concede.

Amar sofrer.

Amar viver duas vezes.

Amar sem ser amado ser desventurado.

Amarelo, salgado, cru e mau, chama o povo ao bacalhau.

Amarga sempre o no, por mais que o confeites.

Amargo como fel.

Amarra o burro vontade do dono.

Amarra-se o burro vontade do dono.

Amarra-se o burro como o dono manda.

Amarra-se o burro onde o dono manda.

Amarra-se o jegue onde o dono manda.

Ama-se a traio e aborrece-se o traidor.

Ama-se a traio, aborrece-se o traidor.

Ama-se bem quando de amor se morre.

Ama-se bem, quando se morre de amor.

Ama-se o liberal para o desfrutar.

Ameaa muitos, quem afronta um.

Ameixoas e ameixoeiras Deus as tire das nossas leiras.

Amiga e bom amigo mais agentam que bom lenho.

Amigado com f casado .

Amigo a gente escolhe, parente a gente atura.

Amigo a pedir, inimigo a restituir.

Amigo anojado, inimigo dobrado.

Amigo anojado, no mais consertado.

Amigo at a bolsa.

Amigo at o altar.

Amigo certo conhece-se na fortuna incerta.

Amigo certo conhece-se na hora incerta.

Amigo de aldeia, teu seja.

Amigo de bom tempo muda-se com o vento.

Amigo de Deus, inimigo do padre.

Amigo de mesa no de firmeza.

Amigo de meu amigo meu amigo .

Amigo de seu proveito.

Amigo de todos e de nenhum, tudo um.

Amigo de todos iguais, e da verdade mais.

Amigo de todos, amigo de nenhum, tudo um.

Amigo de todos, amigo de nenhum.

Amigo de todos, amigo de ningum.

Amigo de todos, e ainda mais da verdade.

Amigo de todos, e da verdade mais.

Amigo de um, inimigo de nenhum.

Amigo diligente melhor que parente.

Amigo disfarado, inimigo dobrado.

Amigo do meu amigo meu amigo .

Amigo do meu compadre, mas mais da verdade.

Amigo do meu compadre, porm mais da verdade.

Amigo do peito, tormento sem jeito.

Amigo para essas coisas.

Amigo fiel e prudente melhor que parente.

Amigo fiel e prudente, vale mais do que um parente.

Amigo fingido, conhec-lo-s no arrudo.

Amigo irado, inimigo dobrado.

Amigo na necessidade amigo de verdade.

Amigo no empata amigo.

Amigo nao impata amigo.

Amigo que esquecemos vivo, est morto.

Amigo que fala verdade, espelho da alma.

Amigo que no presta e faca que no corta, que se percam, pouco importa.

Amigo que no serve e faca que no corta, que se perca, pouco importa.

Amigo que no valha e faca que no talha, no me d migalha.

Amigo que pede, inimigo que devolve.

Amigo quebrado soldar, mas no sarar.

Amigo reconciliada, nunca dele bom bocado.

Amigo reconciliado, inimigo dobrado.

Amigo remendado, caf requentado.

Amigo s de beijo-vo-las-mos.

Amigo s de chapu.

Amigo velho o melhor espelho.

Amigo velho parente.

Amigo velho mais vale que dinheiro.

Amigo velho vale mais que dinheiro.

Amigo, amigo, de longe te trouxe um figo; assim que te vi, eu o comi.

Amigo, como a cabra, do cutelo.

Amigo, vinho e caf, o mais antigo melhor .

Amigo, vinho e caf, o mais antigo.

Amigos at onde no se ofenda a religio.

Amigos conhecem-se nas ocasies.

Amigos de bom tempo mudam-se com o vento.

Amigos de longe e contas de perto.

Amigos de longe, contas de perto.

Amigos de todos, e ainda mais da verdade.

Amigos dos meus amigos, meus amigos so.

Amigos e livros, poucos e bons.

Amigos e mulas falecem a duras.

Amigos e pichis de vinho, tudo acaba.

Amigos negocios parte.

Amigos que desaparecem, esquecem.

Amigos que o lembrem, ricos que o abonem.

Amigos que pelejam sobre um pedao de po de centeio, ou a fome grande, ou o amor pequeno.

Amigos que se desavm por um po de centeio, ou a fome muita, ou o amor, pequeno.

Amigos reconciliados, inimigos disfarados.

Amigos so aqueles que no te invejam.

Amigos s de beijo-vo-las mos.

Amigos, amigos, negcios parte.

Amigos, amigos, no tempo dos figos.

Amigos, nem muitos, nem nenhum.

Amigos, poucos e bons.

Amizade de genro, sol de inverno.

Amizade de sogra e nora, s dos dentes para fora.

Amizade de um dia, recordao de um minuto.

Amizade como o vinho: quanto mais velha, melhor.

Amizade que pode envelhecer, no deve morrer.

Amizade quebrada pode soldar, mas no h de sarar.

Amizade reconciliada, chaga mal cicatrizada.

Amizade reconciliada, chaga mal fechada.

Amizade remendada, caf requentado.

Amo impertinente faz criado desobediente.

Amor adquirido a pau nunca bom, sempre mau.

Amor adquirido a pau sempre mau.

Amor antigo no enferruja, e, se enferrujar, limpa-se.

Amor antigo no enferruja.

Amor apaixonado no admite arrazoado.

Amor ausente, amor para sempre.

Amor com amor se paga, e com desdm se apaga.

Amor com amor se paga.

Amor com dor se paga.

Amor de amos e gua em cesto, entra tarde e sai presto.

Amor de asno coice e dentada.

Amor de asno entra a coices e bocados.

Amor de asno entra a coices e dentadas.

Amor de asno entra a coices, sai a dentadas.

Amor de bugios, que mata os filhos pelos apertar muito.

Amor de irmo, amor em vo.

Amor de menino, gua em cestinho.

Amor de menino, amor pequenino.

Amor de mulher e festa de co s atentam para a mo.

Amor de mulher e festa de co s olham para a mo.

Amor de mulher e festa de co, afagos so sempre para bolsa ou para mo.

Amor de mulher, amor de co, nada vale, se nada lhe do.

Amor de parente mais quente.

Amor de pica sempre fica.

Amor de pressa o maior vagar.

Amor de puta e fogo de murta, luz muito e pouco dura.

Amor de rameira e convite de estalajadeiro sempre custam dinheiro.

Amor de rameira e convite de estalajadeiro, no pode ser que no custe dinheiro.

Amor de rameira, vinho de frasco: pela manh, bom; noite, gasto.

Amor de sequeiro tanto faz, como desfaz.

Amor de sequeiro, quanto faz, tanto desfaz.

Amor de velho, cimes de novo.

Amor do casado amor escusado.

Amor do clrico jogo sem honra.

Amor e bexiga, s d na gente uma vez.

Amor e dinheiro no querem parceiro.

Amor e dinheiro, nada mais forte.

Amor e medo no se misturam.

Amor e morte, nada mais forte.

Amor e dio pervertem o juzo.

Amor que nem fogo: quando mais abafado, melhor.

Amor e reino no querem parceiro.

Amor e reino, no quer parceiro.

Amor e senhoria no querem companhia.

Amor e senhoria no suportam companhia.

Amor e senhoria, no quer companhia.

Amor tempo perdido, se no correspondido.

Amor e tosse a seu dono descobrem.

Amor vento: vai um, vem cento.

Amor facilmente se perde e dificilmente se adquire.

Amor faz muito, mas dinheiro faz tudo.

Amor faz muito; dinheiro faz tudo.

Amor faz muito; dinheiro, tudo.

Amor faz os bons reis, no medo.

Amor louco: eu por ti, e tu por outro.

Amor mostra mil vias de enganar.

Amor muito quente depressa esfria.

Amor muito, que depressa esfria.

Amor no se compra nem se vende.

Amor no tem lei.

Amor no peito espora ilharga.

Amor novo trata-se a ovos batidos.

Amor palreiro sempre cobarde.

Amor pede, amizade d.

Amor primeiro no tem companheiro.

Amor que nasce de sbito, mais tempo leva a curar.

Amor querido, amor batido.

Amor repartido no tem conseqncias de perigo.

Amor sem beijo como macarro sem queijo.

Amor sem dinheiro no bom companheiro.

Amor sem vintm no governa ningum.

Amor vem quando a gente no espera.

Amor verdadeiro nada teme.

Amor verdadeiro no envelhece.

Amor verdadeiro no sofre coisa encoberta.

Amor, amor: princpio mau e fim pior.

Amor, de pai e de me, que todo o outro ar.

Amor, de pai, que todo o outro ar.

Amor, dinheiro e cuidado, no est dissimulado.

Amor, do corao, que s da boca, no.

Amor, fogo e tosse a seu dono descobrem.

Amor, fumo e tosse, a seu dono descobre.

Amor, o primeiro.

Amores arrufados, amores dobrados.

Amores da mocidade prometem mel e do fel.

Amores de freira, flores de amendoeira, cedo vm e pouco duram.

Amores e doces com po so bons.

Amores e dores com po so bons.

Amores velhos nunca se esquecem.

<<< operone >>>


DEUTSCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79


ENGLISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


FRANZÖSISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49


ITALIENISCH
1 2 3 4


LATEINISCH
1 2 3 4


PORTUGIESISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20


SPANISCH
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10